Páginas

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Armando fala sobre propostas na TV Tribuna

Crédito da foto: Alexandre Albuquerque/Divulgação
Armando fala sobre propostas na TV Tribuna

Assista aqui ao programa

O candidato a governador Armando Monteiro (PTB) foi o entrevistado da edição deste sábado (30) do programa Ponto de Vista, da TV Tribuna, apresentado pela jornalista Eliana Victorio. Em pouco mais de meia hora, Armando falou sobre temas como saúde, educação, segurança pública, interiorização do desenvolvimento e da política de valorização do servidor público.

Armando garantiu que vai ter uma relação de respeito com os servidores do Estado. “Há áreas em que há defasagem salarial. Vamos, então, trabalhar para corrigir estas distorções”, ressaltou, lembrando que os professores da rede de ensino estadual recebem o pior salário do País.  Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe), um profissional com 30 horas de aula por semana recebe R$ 1.336,67 por mês – na Paraíba, por exemplo, o piso é de R$ 1.679,08. “Vamos avaliar o Orçamento e definir o espaço para poder atender as demandas”,  enfatizou.

O candidato ao governo falou também sobre como o desenvolvimento deve ser interiorizado. “Setenta por cento dos investimentos estão na Região Metropolitana. O Estado parece que tem hidrocefalia – uma cabeça grande e um corpo pequeno”, comparou Armando, elegendo o polo gesseiro do Araripe como caso de uma experiência bem-sucedida que corre o risco de entrar em decadência caso providências não sejam tomadas. “Há problemas com o frete, que é caro, e com a queima da lenha. A cobertura vegetal vai se acabar se não criarmos uma nova matriz energética”, propôs.

Com relação à educação, Armando lembrou que o Estado não pode se esquivar da responsabilidade de ajudar os municípios a elevar o desempenho no ensino fundamental.  “A municipalização é uma realidade. O Estado tem que oferecer o suporte para melhorar a educação na base”, reforçou.

"Poderemos fazer muito mais", garante Paulo Câmara


 Em entrevista à Rádio JC News, nesta segunda-feira (1º), o candidato da Frente Popular ao Governo, Paulo Câmara (PSB), defendeu a continuidade e a ampliação do projeto iniciado pelo ex-governador Eduardo Campos, que mudou a face do Estado em seus dois mandatos. O socialista também explicou porque é a pessoa que honrará esse legado. "Eu participei do Governo Eduardo desde o primeiro dia, ocupei três secretarias e ajudei a formatar o modelo de gestão inovador que nos permitiu realizar tudo o que realizamos; organizando as contas do Estado, multiplicando a capacidade de investimento da máquina, trazendo grandes empreendimentos para se instalarem aqui e levando desenvolvimento para todas as regiões. E é por termos feito tanto que tenho a certeza de que poderemos fazer muito mais", afirmou o socialista.
Paulo atribuiu ao maior conhecimento de sua candidatura - e de que ela representa o avanço no caminho iniciado por Eduardo - o grande crescimento que apresentou nas pesquisas de intenção de voto mais recentes. "Nós já sabíamos que íamos crescer, à medida em que os programas de rádio e TV diminuíssem o alto grau de desconhecimento que ainda tínhamos. Com a morte trágica de Eduardo, houve mais curiosidade das pessoas de saberem quem é o candidato que ele escolheu, além do envolvimento da população na eleição. Isso acelerou um crescimento que já estava programado em nossa estratégia", avaliou o candidato.
O socialista destacou que seu companheiro de chapa Fernando Bezerra Coelho (PSB) também vem apresentando crescimento e que este será intensificado nas próximas semanas. "Se você analisar as eleições estaduais dos últimos 20 anos, verá que o eleitorado tende a definir seu voto primeiro para a Presidência, depois para o Governo, e, finalmente, decide o Senado depois. Fernando também terá um crescimento como o nosso e será um grande senador, sintonizado com os sonhos dos pernambucanos, ajudando no Congresso Pernambuco e o Brasil", previu Paulo, lembrando que desde a pré-campanha ambos vêm participando juntos da grande maioria dos eventos.
Porém, o rápido avanço das intenções de votos não vai provocar acomodação na chapa da Frente Popular. Foi o que garantiu o candidato. "Pelo contrário, temos um caminho muito grande a percorrer ainda. No último fim de semana, por exemplo, entre sexta-feira (29) e domingo (31), percorremos 15 municípios, conversando com as pessoas, apresentando nossas ideias e o nosso time. Nossa estratégia não vai mudar. Seguiremos com muita humildade, mas também com muita determinação", garantiu Paulo.
"Sinto-me um representante da nova política, que Eduardo defendia e que Marina Silva (PSB/candidata a presidente) levará adiante. Uma política que escuta o clamor da sociedade, por serviços públicos melhores, voltados para os que mais precisam; por mais transparência no trato com a coisa pública, pelo combate à corrupção, ao clientelismo, ao fisiologismo", pontuou Paulo, assegurando que as pessoas que trabalharem com ele em seu Governo terão que se enquadrar nesses valores.
ASSESSORIA PSB

Armando: “Na minha gestão, nós vamos procurar convênios para a tevê pública”

Crédito da foto: Alexandre Albuquerque/Divulgação
Armando: “Na minha gestão, nós vamos procurar convênios para a tevê pública”

Iniciando a série de entrevistas do programa Opinião Pernambuco, da TV Universitária, com os candidatos a governador do Estado, Armando Monteiro (PTB) afirmou que sua gestão vai definir um orçamento para que a TV Pernambuco dê vazão a sua produção, ao mesmo tempo em que o governo seja capaz de captar recursos via convênios, com o governo federal. Ainda na sabatina, que durou uma hora, nesta segunda-feira (1º), o petebista listou uma série de propostas nas áreas de educação, interiorização do desenvolvimento, entre outros temas.

Armando Monteiro ponderou ainda, que em seu governo a TV Pernambuco vai ser um dos meios utilizados para difundir a cultura pernambucana para toda a população. Para tanto, o candidato argumentou que, ao definir o orçamento geral do Estado, vai destinar uma rubrica para a empresa estatal de modo a associar a manutenção da televisão pública ao compromisso de divulgar a produção cultural de Pernambuco.

Além de recursos estaduais, o candidato do PTB ao governo do Estado também afirmou que vai buscar verbas através de convênios com o governo federal. Um dos exemplos para captação de verbas é através da Agência Nacional do Cinema (Ancine), para a produção de vídeos em Pernambuco. “Na minha gestão, nós vamos procurar estabelecer convênios para a tevê pública. Há recursos federais que via convênios podem ser ampliados”, afirmou Armando Monteiro, na entrevista.

MAIS PROPOSTAS – Durante a entrevista, Armando também adiantou que seu governo vai buscar uma pactuação com o Poder Legislativo para que as emendas parlamentares que hoje são destinados para custeios de shows, sejam aplicadas para a construção de bibliotecas públicas e teatros municipais. Para tanto, o petebista lembrou que, enquanto presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), implantou o programa “Indústria do Conhecimento", no qual o Estado foi beneficiado com 35 bibliotecas.

Paulo quer um Estado parceiro das cadeias produtivas

 Com o olhar de quem sabe a importância das cadeias produtivas no desenvolvimento da economia de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB) pretende estabelecer parcerias cada vez mais fortes com os diversos segmentos que ajudam a constituir o PIB estadual. Foi com a disposição de discutir ideias e ações com esse objetivo que o candidato da Frente Popular ao Governo do Estado almoçou, nesta segunda-feira (1), com representantes do Sindicombustíveis. No encontro, Paulo se comprometeu a manter o diálogo sempre aberto com o setor.
"Sem parcerias é difícil para qualquer governo ter bons resultados. Nosso governo será um ator que ajudará vocês a construir ainda mais", afirmou Paulo Câmara, frisando a importância do setor que, atualmente, representa 19,5% da arrecadação estadual. "Temos o compromisso de fortalecer os arranjos produtivos. E com vocês não será diferente", completou.
O presidente do Sindicombustíveis, Alfredo Pinheiro, aproveitou a oportunidade para entregar um documento com sugestões do setor. O dirigente, na sequência, destacou a disposição de Paulo em sentar à mesa com a categoria. "Tenho certeza de que fizemos um novo amigo aqui. Vai dialogar muito", disse.
Paulo Câmara também fez questão de ressaltar que vai atuar como interlocutor do setor junto ao Governo Federal. "Com a futura presidente Marina Silva (PSB), Pernambuco terá um papel importante. Marina vai dar continuidade aos sonhos do ex-governador Eduardo Campos e terá um olhar diferenciado para o nosso Estado. Lutarei para que o Governo Federal reverta essa política perversa com o setor", pontuou.
ASSESSORIA PSB

Vereadores de Serrita ratificam apoio a Paulo Câmara

Um grupo de cinco vereadores do município de Serrita encontrou-se, na noite desta segunda-feira (1), com o candidato a governador pela Frente Popular de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB). Ronildo Oliveira (PR), Carlos Peixoto (PSDC), Erick Balbino (PSDB), Isaac Sampaio (PP) e Junior de Alfredo (PR) estiveram no escritório político da campanha para ratificar seu apoio à chapa majoritária e garantir seu empenho para a eleição do postulante socialista.
"Apoiamos Paulo desde o início e viemos aqui para mostrar que estamos unidos em torno dele", disse Ronildo. Segundo o republicano, que também é presidente da Câmara Municipal, o vereador Luís Ferreira, o Buda (PR), que não pôde acompanhar a visita desta segunda, também faz parte do grupo e está engajado na campanha do socialista. O prefeito de Serrita, Carlos Cecílio (PSD), também está com a chapa majoritária da Frente Popular.

ASSESSORIA PSB

Família presta homenagem ao ex-vereador Vavá Caréu.





 Há exatamente 01 ano em (22.09.2013), Bom Conselho perdia o vereador Vavá Careú, como carinhosamente era conhecido. A população do distrito de Calderões dos Guedes perdeu o seu principal líder e sua família perdeu o seu pilar mestre.

Neste dia de lembranças, a sua família presta uma singela homenagem, nas fotos postadas e nas palavras abaixo:

"Um ano de saudades, recordações de seus familiares e amigo". 















Médico bonconselhense participa de congresso da Nestlé.


O médico pediatra, Carlos Graciliano, está participando de mais um congresso para aperfeiçoamento profissional em sua área.

O evento está acontecendo na cidade de Fortaleza, sendo promovido pela Nestlé.

Policia Militar informa Juiz Eleitoral de propaganda eleitoral irregular.






No último sábado, dia 30, a Polícia Militar flagrou inúmeras placas e cavaletes de vários partidos e candidatos que estavam colocadas no centro da cidade de forma irregular em via pública, atrapalhando o trânsito da cidade.

Após verificar as irregularidades os policiais registraram o ocorrido através de fotos que serão encaminhadas ao juiz eleitoral para as medidas cabíveis.


No último dia 20 de agosto foi realizado em Bom Conselho, na Câmara Municipal de Vereadores, uma audiência pública onde foi tratado do trânsito caótico da cidade. Passados menos de 15 dias, o que podemos verificar infelizmente, quem deveria dar exemplo e ajudar a resolver este problema que vem assolando a nossa cidade, onde o trânsito de Bom Conselho está sendo comparado com o trânsito indiano. Está ajudando a piorar sua situação, colocando de forma irregular propaganda eleitoral em desacordo com a lei (Resolução 23.404, de 03.04.2014).

Análise do debate no SBT.



O colunista da revista VEJA, Reinaldo Azevedo, fez uma análise do debate dos presidenciáveis realizado e transmitido pelo SBT (com Jovem Pan, Folha e Uol).

Leia abaixo a sua opinião.

Dilma, a grande derrotada da noite!


"O saldo do debate promovido nesta segunda pela Jovem Pan, Folha, UOL e SBT? Uma Marina Silva que se consolidou como alternativa aos olhos do eleitorado e que cresceu, como presidenciável, atropelando Dilma Rousseff, que teve, de muito longe, o pior desempenho entre os três principais candidatos. O debate está na Internet, pode ser visto por qualquer um que não o tenha feito. O tucano Aécio Neves se saiu muito bem. Respondeu, como de hábito, com clareza e desenvoltura. Demonstrou conhecimento de causa e segurança. Mas, como afirmei no post de ontem, as circunstâncias não o transformaram em um dos polos do debate, que caminhou para o confronto entre Marina, ora no PSB, e Dilma, do PT. Qualquer juízo objetivo constata o óbvio: a candidata à reeleição perdeu feio o embate. Os petistas estão completamente desorientados.

Há dias, chamo aqui a atenção para o desastre a que as ideias fixas podem conduzir as pessoas, lembrando o Machado de Assis de “Memórias Póstumas de Brás Cubas”. Como nunca, o PT tem sido vítima de sua natureza. Se não conseguir sair da encalacrada em que está, perdeu a eleição.

Os petistas só sabem fazer campanha presidencial contra, nunca a favor. A de 1989 se organizou na oposição a José Sarney e Fernando Collor, hoje seus queridos aliados. Em 1994, passa a ser vítima da ideia fixa: atacar os tucanos. Perdeu dois pleitos consecutivos no primeiro turno no ataque ao Plano Real, às privatizações e à Lei de Responsabilidade Fiscal. Em 2002, mudou de rumo: passou a falar uma linguagem propositiva e se tornou monopolista da esperança e da mudança — um discurso que hoje, tudo bem pensado, serve a Marina Silva.

Muito bem! Eleito presidente, Lula resolveu governar com os marcos macroeconômicos herdados do PSDB — não adianta disfarçar —, mas deu início à demonização do adversário. Com impressionante vigarice, o PT se portava como “oposição”, embora fosse governo, embora fosse situação, embora estivesse no controle do estado. Exercitou, no limite do possível, o discurso do ressentimento, do ódio e da perseguição aos adversários. Queria, em suma, ser o senhor — e era! —, mas com o poder das… vítimas.

Enquanto as circunstâncias econômicas foram favoráveis à construção dessa farsa, surfou na onda. Acreditem: os petistas já não contavam mais — e não contam ainda — com a possibilidade de deixar o poder. Há pouco mais de um ano e meio, falavam abertamente na reeleição de Dilma no primeiro turno e depois em mais oito anos de Lula… Tudo assim, com desassombro, sem combinar antes com a história e com o imponderável.

Para isso, no entanto, sempre dependeu de um inimigo de estimação: o PSDB. O partido era sua antivitrine, seu exemplo de elite pernóstica e insensível aos reclamos do povo. Os braços de aluguel do partido na subimprensa e na imprensa ainda insistem nessa cascata. Mas eis que surge uma Marina no meio do caminho, oriunda justamente do ninho… petista! Também sabe fazer o discurso dos “Silva”; também sabe desempenhar o papel da “vítima triunfante”; também é especialista na “demonização do outro”, embora tenha uma fala menos rascante do que a de Lula, embora se expresse com mais fluência — o que não quer dizer clareza —, embora pareça a pura expressão da mansidão.
E eis que vemos um PT sem resposta, a dar tiros no próprio pé. No debate desta segunda, Dilma tentou encurralar Marina, mas perdeu todas. Mesmo quando atacava, estava na defensiva. A petista só se esmerou no jogo bruto, beirando a grosseria, contra Aécio. Ocorre que, hoje ao menos, quem fará Dilma mudar de endereço é Marina Silva.

Depois do debate, Dilma se reuniu com seu núcleo duro de campanha — incluindo o marqueteiro João Santana e o ministro Aloizio Mercadante — e com Lula. Foi, certamente, uma reunião para lamber as feridas do dia. Marina foi a vencedora da noite, e Dilma, a grande derrotada. Os petistas vivem o dilema expresso pelo asno de Buridan, aquele que pode morrer de fome e de sede, incapaz de decidir entre a água e a alfafa. Se bate em Marina, teme se esborrachar com a rejeição do eleitorado, que vê na ex-senadora a magricela pobrezinha do seringal, que se esforçou e se tornou uma figura mundialmente conhecida. Se não bate, a magriça se agiganta e engole a máquina petista nem que seja com um trocadilho, no que ela é boa. Nesta segunda, mandou ver em mais um: “Não sou nem pessimista nem otimista, sou persistente”. O que quer dizer? Nada! Enquanto isso, Dilma, coitada!, se enrolava em números e siglas, com a cara feia, visivelmente contrariada.

Pela primeira vez, desde 2002, as circunstâncias atuam contra a ideia fixa do PT. E o partido não sabe o que fazer. Desta vez, nem o Santo Lula pode ajudar. Encontrou uma Silva que sabe ser ainda mais coitadinha e mais orgulhosa do que ele próprio. Como colar nela a pecha de candidata da Dona Zelite, né, Lula?"

Texto publicado originalmente às 5h36

Por Reinaldo Azevedo

Eduardo Campos e o carinho com as crianças.



Em sua última visita a cidade de Bom Conselho, no dia 13.03.2014, onde realizou a inauguração da reconstrução do açude da Nação e fez várias visitas as obras em andamento com recursos do Governo Estadual.

Visitando a rádio Papacaça, onde concedeu entrevista, ele demonstrou todo o carinho que tinha com as crianças. Mesmo estando com o horário em sua agenda completa, fez questão de parar e conversar com uma criança, que encontrava-se nas dependências da rádio. Tauane, tem como pais Daniel de Queijo e Nega, como são conhecidos. 



Guarapão participa da Copa Integração 2014.



O Guarapão Feminino de Futsal confirmou ontem a sua participação na Copa Integração 2014, torneio que será realizada em Palmeira dos Índios/AL no dia 22 de novembro. A Copa Integração é o principal torneio interestadual que a Liga de Futsal de Palmeira dos Índios promove todos os anos.

"FRASES E VERSOS"

Por:
Pedro Bastos



Se a MULHER entendesse
Sua força de verdade
Sua força com certeza
é sua fragilidade
pois dominaria o mundo
com a maior facilidade.

TENTAR e não conseguir
No mínimo é aprender
E não chegar a tentar
poderá vir a sofrer
a inestimável perda
do que poderia ser.

O DOM DA SABEDORIA
é preciso conquista-lo
e depois que conquistar
precisa saber usa-lo
Se esforçar e conseguir
e saber aproveita-lo.

VIRTUDES podem existir
na Princesa ou na plebeia
O sucesso pode vir
de uma grande Ideia
quer ter uma ideia boa?
tenha uma porção de idéias

Já entendi e percebo
o quanto a vida é bela
na raiva meu rosto é corado
no medo o rosto amarela
A VIDA é maravilhosa
Se não se tem medo dela.

melhorar o padrão de vida
tem o seu procedimento
mude suas atitudes
mude o que sente por dentro
Mas, muda primeiramente
O PADRÃO DO PENSAMENTO.


segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Lula pede a Armando e João para fazer comício em Brasília Teimosa

Crédito da foto: Alexandre Albuquerque/Divulgação
Lula pede a Armando e João para fazer comício em Brasília Teimosa

Símbolo do início das parcerias e transformações que mudaram Pernambuco nos últimos anos, o Bairro de Brasília Teimosa, no Recife, receberá na próxima quinta-feira (4) à noite um grande ato político com a participação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da presidente Dilma Rousseff (PT). Os dois líderes virão ao Estado para um comício com Armando Monteiro (PTB) e João Paulo (PT), candidatos a governador e a senador da Coligação Pernambuco Vai Mais Longe.
O comício estava inicialmente programado para ser realizado no Pátio do Carmo, no Centro do Recife. Mas foi transferido para Brasília Teimosa a pedido do próprio ex-presidente Lula, que tem uma relação sentimental muito forte com o bairro. Foi lá que Lula realizou um de seus primeiros atos administrativos à frente da Presidência da República, em 2003. Na comunidade, Lula levou 29 ministros e secretários de Estado para conhecer a realidade dos moradores, que viviam das palafitas de madeira e papelão. E foi na mesma localidade que se iniciou a histórica parceria com Pernambuco, com a urbanização do bairro e construção de habitações populares. A partir daí, Pernambuco recebeu grandes investimentos federais.
Antes da agenda no Recife, também na quinta (04), à tarde, Lula participará ao lado de Armando e João Paulo de uma grande caminhada em Petrolina, no Sertão de São Francisco. Eles serão recepcionados no município pelo prefeito Júlio Lóssio (PMDB). A caminhada será realizada no centro do município e terá concentração na orla, a partir das 15h. Lula, Armando e João Paulo caminharão ao lado dos candidatos proporcionais até a Praça 21 de Setembro. 
A coligação Pernambuco Vai Mais Longe está promovendo uma ampla convocação de lideranças partidárias e políticas de todas as regiões de Pernambuco para prestigiar a presença dos petistas em Pernambuco. A população também será amplamente convocada a participar dos eventos.

Paulo comemora resultado de nova pesquisa durante carreatas em Itapetim e Tuparetama

O crescimento exibido pela campanha de Paulo Câmara (PSB) ao Governo nas últimas pesquisas sobre a sucessão estadual vai cristalizando o sentimento que já se via nas ruas, com a população fechada na continuidade dos avanços alcançados nos últimos anos. "E é só o começo. Vamos continuar crescendo, crescendo e crescendo. Em 5 de outubro, pela vontade do povo, nos teremos uma bonita vitoria", apontou Câmara, após carreatas pelos municípios de Itapetim e Tuparetama, no Sertão do Pajeú.
Neste sábado (30), foi publicado o resultado da nova pesquisa sobre a disputa pelo Palácio do Campo das Princesas, realizada pelo Instituto de Pesquisa Mauricio de Nassau (IPMN). O levantamento exibiu um crescimento de 18 pontos percentuais da postulação de Paulo Câmara, que alcançou a marca de 28% e empatou com o seu adversário - que chegou a registrar 39%.
"Mas não quero ver a nossa militância achando que já ganhamos. Vamos seguir trabalhando, visitando cada município desse Estado para levar nossas bandeiras e nossas ideias. O trabalho só vai aumentar. Eu vou ser governador de Pernambuco para governar com o povo e para o povo", destacou Paulo.  
CARREATAS - Mais de três mil veículos, entre automóveis e motos, acompanharam a comitiva comandada por Paulo Câmara nos municípios de Itapetim e Tuparetama. Ladeado pelo seu companheiro de chapa, Fernando Bezerra Coelho (PSB), e por candidatos proporcionais, o socialista foi muito bem recepcionado pela população sertaneja, que fez questão de ocupar portas e janelas de suas residências para acenar e confirmar o apoio a Paulo.
"É muito bom vir aqui no Pajeú e poder realizar carreatas tão bonitas como essas. Nos da energia para permanecermos na nossa caminhada para conquistar o direito de trabalhar para que Pernambuco avance ainda mais", afirmou Paulo.
ASSESSORIA PSB

"Não vou esperar o Governo Federal para ajudar os prefeitos", garante Paulo

A concentração de recursos por parte do Governo Federal voltou a ser alvo das críticas do candidato da Frente Popular ao Governo de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB). Segundo ele, a União praticou uma política perversa nos últimos anos, retirando verbas dos Estados e municípios. "Os municípios foram os principais atingidos, muitos quase faliram. Como governador, eu vou trabalhar em parceria para ajudar os prefeitos a desenvolver suas localidades. Não vou esperar pelo Governo Federal", garantiu o socialista, na noite desse domingo (31), em Maraial, depois de participar de uma caminhada – antes, ele esteve em Jaqueira.
Paulo previu que a candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, vencerá a disputa, e que ela tem o compromisso assumido por Eduardo Campos de rever o Pacto Federativo. Porém, ele explicou que, mesmo assim, terá como governador participação efetiva na defesa dos municípios. "Mostramos que o Estado pode ser estratégico nessa questão, como fizemos com o FEM, que salvou muitas prefeituras da falência e vai virar o política de Estado em nosso Governo", exemplificou.
Câmara foi recebido, junto com seu companheiro de chapa, Fernando Bezerra Coelho (PSB), em Maraial, pela prefeita Marluce Santos (PSD) e pelo ex-prefeito Nia, que organizaram uma animada caminhada, que lotou as ruas da cidade. Em discurso, ao final do ato, o candidato se comprometeu a realizar um antigo sonho do município: pavimentar a estrada que leva ao Distrito de Sertãozinho.
JAQUEIRA - Antes de Maraial, Paulo esteve em outro município da Mata Sul. Em Jaqueira, o socialista se comprometeu a dar continuidade e avançar na política de combate à violência iniciada por Eduardo. "Há um ano, Jaqueira não registra um homicídio sequer. Vamos trabalhar para que isso continue acontecendo", garantiu o socialista. Ele foi recebido na cidade por uma caminhada, organizada pelo ex-prefeito Amadeu Henrique (PSB).

ASSESSORIA PSB

Pesquisa em Pernambuco: Marina 41%, Dilma 35% e Aécio 3%.

                               15/04                     03/08                      01/09


Após assumir a candidatura presidencial do PSB – com a morte do ex-governador Eduardo Campos no dia 13 de agosto –, a ex-senadora Marina Silva (PSB) aparece na dianteira da disputa nacional na terra do seu ex-companheiro de chapa, Pernambuco. Na consulta do Instituto de Pesquisa Maurício de Nassau (IPMN), encomendada pelo Portal Leia Já e publicada em parceria com o Jornal do Commercio, ela desponta com 41% das intenções de voto. A presidente Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição, perde o posto de liderança no Estado e cai para 35%. Estacionado, o candidato a presidente pelo PSDB, Aécio Neves, pontua 3% da preferência da intenção de voto.

Na última pesquisa, divulgada no final de julho, o ex-governador ainda estava concorrendo. Mesmo com alto índice de aprovação no Estado, Eduardo Campos travava uma disputa acirrada pelo voto com a presidente Dilma. Naquele momento, o socialista obteve 30% e a petista, 40%. O tucano aparecia com 4%. Com exceção do Pastor Everaldo (PSC), que marcou 1%, os demais candidatos não pontuaram. 

Localização de maior peso eleitoral, o Recife e Região Metropolitana proporcionam à candidata do PSB, Marina Silva, uma certa vantagem. Na capital, ela tem mais que o dobro da porcentagem de intenção de voto sobre a concorrente petista – 53% contra 24%. Nos municípios que integram a região metropolitana, com exceção do Recife, a mesma tendência: 45% contra 30%. O cenário confortável para Marina ainda alcança a Zona da Mata, onde ela aparece com 42% contra 31%. 

“Esse grande percentual de intenção de voto de Marina na Região Metropolitana deve ser mantido. É um dado que se verifica também nacionalmente. Ela tem mais apelo em áreas urbanas e capitais. Essa vantagem deve favorecer Paulo, que nas próximas pesquisas pode crescer. O bom desempenho de Marina Silva na capital vem do capital eleitoral que ela já tinha associado ao voto provocado pela comoção após a tragédia”, avalia. 

O cenário só se inverte em favor de Dilma no interior de Pernambuco. No Agreste, o quadro é de empate técnico (34% para Marina contra 37% para a presidente). No Sertão e região do São Francisco, a petista mantém a vantagem que já aparecia na última pesquisa. Ela aparece com 52% e 55%, respectivamente. Por sua vez, Marina está com 32% e 30%. 


É entre os jovens de 16 a 24 anos que a presidenciável do PSB tem mais apelo de voto. Marina Silva detém 50% da intenção de voto entre os eleitores dessa faixa etária contra 25% da presidente Dilma. Entre os de 25 a 34 anos, a mesma tendência. A socialista tem 44% contra 32% da petista. No que se refere ao grau de instrução, Marina também lidera com folga entre os que têm ensino médio completo (50%) e superior (50%). Dilma aparece com 29% e 23%, respectivamente.

HPV: meninas de 11 a 13 anos devem receber segunda dose da vacina



Meninas de 11 a 13 anos que já receberam a primeira dose da vacina contra o papiloma vírus humano (HPV) devem receber, a partir de hoje (1º), a segunda dose. A imunização será feita em escolas públicas e particulares e também em unidades de saúde.

De acordo com o Ministério da Saúde, mais de 4,3 milhões de meninas nessa faixa etária já receberam a primeira dose em março deste ano. A segunda é essencial para garantir a proteção contra o HPV.

A vacina protege contra quatro subtipos do HPV (6, 11, 16 e 18). Os subtipos 16 e 18 são responsáveis por 70% dos casos de câncer de colo de útero, enquanto os subtipos 6 e 11 respondem por 90% das verrugas anogenitais.
Meninas que ainda não tomaram a primeira dose também podem procurar os postos de saúde. Para receber a segunda, basta apresentar o cartão de vacinação ou documento de identificação. A terceira dose será aplicada cinco anos após a primeira.

Em 2015, a vacina será oferecida para meninas de 9 a 11 anos e, em 2016, para meninas de 9 anos. O ministério reforçou a importância do uso do preservativo como proteção contra as demais doenças sexualmente transmissíveis e da realização do exame conhecido como papanicolau em mulheres a partir dos 25 anos.
O HPV é um vírus transmitido pelo contato direto com a pele ou mucosas infectadas por meio de relação sexual. Ele também pode ser transmitido da mãe para o filho no momento do parto. Estimativas da Organização Mundial da Saúde indicam que 290 milhões de mulheres em todo o mundo estão infectadas, sendo 32% delas pelos subtipos 16 e 18.

Em relação ao câncer de colo de útero, estudos apontam que 270 mil mulheres no mundo vivem com a doença. No Brasil, o Instituto Nacional do Câncer estima o surgimento de 15 mil novos casos este ano

Armando e Câmara participam de procissão em homenagem ao Frei Damião


Os candidatos do PTB e do PSB ao governo do estado, Armando Monteiro e Paulo Câmara, prestigiaram ontem (31), a romaria de Frei Damião, realizada no município de SãoJoaquim do Monte, no Agreste do estado. Armando estava ao lado do senador Humberto Costa (PT), do presidente da Agência Reguladora de Pernambuco (Arpe), Roldão Joaquim, de prefeitos e lideranças políticas da região. Foi bastante cumprimentado pelos fiéis. Câmara caminhou na procissão ao lado de Fernando Bezerra Coelho, que disputa o Senado, e do pároco do município, Padre Pedro. 


"Não é a primeira vez que venho participar desta grande festa. Já conhecia a beleza e a força deste evento. A partir de 2015, estarei aqui em São Joaquim do Monte todos os anos, como governador, para prestigiá-la", garantiu Paulo, saudado por alguns romeiros e feirantes como futuro governador. "É muito bom participar de um evento com tanta fé, tantas pessoas unidas pelo desejo de um futuro melhor e com o bem do próximo. Renova nossas energias para continuar o nosso caminho", avaliou o candidato.

Para Armando, que visita a romaria pela quinta vez, é um momento para renovar a fé, elevar as preces e celebrar a esperança. "Eu venho todos os anos e faço isso com muita satistação", destacou o petebista. Em um dos momentos, o pároco Pedro Antônio Filho, idealizador da romaria, aproveitou para abençoar o candidato.

A romaria de Frei Damião ocorre há 21 anos e celebra a memória de uma das referências católicas do Nordeste. Todo ano, mais de 160 mil fiéis, de várias regiões do Estado, visitam a imagem do frei para renovar a fé e se confessar na Paróquia de São Joaquim, a principal da cidade. 

sábado, 30 de agosto de 2014

Juiz Eleitoral notifica coligações sobre propaganda eleitoral em Bom Conselho.




O Juiz Eleitoral, Dr. Marcelo Marques Cabral, notificou através do cartório eleitoral, as coligações partidárias que utilizam propaganda eleitoral em Bom Conselho, em virtude de denúncias relativas à propaganda eleitoral, sob variadas formas, não vem sendo cumpridas por partidos, coligações e candidatos, em afronta às disposições legais previstas na Lei 9.504/95.

A representante do Ministério Público, Dra. Maria Aparecida Alcântara Siebra, também encaminhou ofício ao juízo, oriundo da CDL, em que consta, reclamações sobre supostos excessos cometidos pelos veículos de propaganda eleitoral.


Diante da situação o Excelentíssimo Juiz Eleitoral, Dr. Marcelo Marques Cabral, em despacho, determinou que os notificados prestem os devidos esclarecimentos sobre os fatos relatados, no prazo de cinco dias, a fim de que o Juiz Eleitoral tome as providências legais cabíveis.


Da Propaganda Eleitoral em Geral
        
        
        Art. 37. Nos bens cujo uso dependa de cessão ou permissão do Poder Público, ou que a ele pertençam, e nos de uso comum, é vedada a pichação, inscrição a tinta e a veiculação de propaganda, ressalvada a fixação de placas, estandartes, faixas e assemelhados nos postes de iluminação pública, viadutos, passarelas e pontes, desde que não lhes cause dano, dificulte ou impeça o seu uso e o bom andamento do tráfego.
        § 1º A pichação, a inscrição a tinta ou a veiculação de propaganda em desacordo com o disposto neste artigo sujeitam o responsável à restauração do bem e a multa no valor de cinco mil a quinze mil UFIR.
        Art. 37. Nos bens cujo uso dependa de cessão ou permissão do Poder Público, ou que a ele pertençam, e nos de uso comum, inclusive postes de iluminação pública e sinalização de tráfego, viadutos, passarelas, pontes, paradas de ônibus e outros equipamentos urbanos, é vedada a veiculação de propaganda de qualquer natureza, inclusive pichação, inscrição a tinta, fixação de placas, estandartes, faixas e assemelhados.        
Art. 37.  Nos bens cujo uso dependa de cessão ou permissão do Poder Público, ou que a ele pertençam, e nos de uso comum, inclusive postes de iluminação pública e sinalização de tráfego, viadutos, passarelas, pontes, paradas de ônibus e outros equipamentos urbanos, é vedada a veiculação de propaganda de qualquer natureza, inclusive pichação, inscrição a tinta, fixação de placas, estandartes, faixas, cavaletes e assemelhados.
        § 1o  A veiculação de propaganda em desacordo com o disposto no caput deste artigo sujeita o responsável, após a notificação e comprovação, à restauração do bem e, caso não cumprida no prazo, a multa no valor de R$ 2.000,00 (dois mil reais) a R$ 8.000,00 (oito mil reais).       
        § 2º Em bens particulares, independe da obtenção de licença municipal e de autorização da Justiça Eleitoral, a veiculação de propaganda eleitoral por meio da fixação de faixas, placas, cartazes, pinturas ou inscrições.
        § 2o  Em bens particulares, independe de obtenção de licença municipal e de autorização da Justiça Eleitoral a veiculação de propaganda eleitoral por meio da fixação de faixas, placas, cartazes, pinturas ou inscrições, desde que não excedam a 4m² (quatro metros quadrados) e que não contrariem a legislação eleitoral, sujeitando-se o infrator às penalidades previstas no § 1o.       
        § 3º Nas dependências do Poder Legislativo, a veiculação de propaganda eleitoral fica a critério da Mesa Diretora.
        § 4o  Bens de uso comum, para fins eleitorais, são os assim definidos pela Lei no 10.406, de 10 de janeiro de 2002 - Código Civil e também aqueles a que a população em geral tem acesso, tais como cinemas, clubes, lojas, centros comerciais, templos, ginásios, estádios, ainda que de propriedade privada.         
        § 5o  Nas árvores e nos jardins localizados em áreas públicas, bem como em muros, cercas e tapumes divisórios, não é permitida a colocação de propaganda eleitoral de qualquer natureza, mesmo que não lhes cause dano.           
        § 6o  É permitida a colocação de cavaletes, bonecos, cartazes, mesas para distribuição de material de campanha e bandeiras ao longo das vias públicas, desde que móveis e que não dificultem o bom andamento do trânsito de pessoas e veículos.
§ 6o  É permitida a colocação de mesas para distribuição de material de campanha e a utilização de bandeiras ao longo das vias públicas, desde que móveis e que não dificultem o bom andamento do trânsito de pessoas e veículos.     
        § 7o  A mobilidade referida no § 6o estará caracterizada com a colocação e a retirada dos meios de propaganda entre as seis horas e as vinte e duas horas.        
        § 8o  A veiculação de propaganda eleitoral em bens particulares deve ser espontânea e gratuita, sendo vedado qualquer tipo de pagamento em troca de espaço para esta finalidade.      
        Art. 38. Independe da obtenção de licença municipal e de autorização da Justiça Eleitoral a veiculação de propaganda eleitoral pela distribuição de folhetos, volantes e outros impressos, os quais devem ser editados sob a responsabilidade do partido, coligação ou candidato.
Art. 38.  Independe da obtenção de licença municipal e de autorização da Justiça Eleitoral a veiculação de propaganda eleitoral pela distribuição de folhetos, adesivos, volantes e outros impressos, os quais devem ser editados sob a responsabilidade do partido, coligação ou candidato.        
        § 1o  Todo material impresso de campanha eleitoral deverá conter o número de inscrição no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica - CNPJ ou o número de inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas - CPF do responsável pela confecção, bem como de quem a contratou, e a respectiva tiragem.      
        § 2o  Quando o material impresso veicular propaganda conjunta de diversos candidatos, os gastos relativos a cada um deles deverão constar na respectiva prestação de contas, ou apenas naquela relativa ao que houver arcado com os custos.         
§ 3o  Os adesivos de que trata o caput deste artigo poderão ter a dimensão máxima de 50 (cinquenta) centímetros por 40 (quarenta) centímetros.      
§ 4o É proibido colar propaganda eleitoral em veículos, exceto adesivos microperfurados até a extensão total do para-brisa traseiro e, em outras posições, adesivos até a dimensão máxima fixada no § 3o.        
        Art. 39. A realização de qualquer ato de propaganda partidária ou eleitoral, em recinto aberto ou fechado, não depende de licença da polícia.
        § 1º O candidato, partido ou coligação promotora do ato fará a devida comunicação à autoridade policial em, no mínimo, vinte e quatro horas antes de sua realização, a fim de que esta lhe garanta, segundo a prioridade do aviso, o direito contra quem tencione usar o local no mesmo dia e horário.
        § 2º A autoridade policial tomará as providências necessárias à garantia da realização do ato e ao funcionamento do tráfego e dos serviços públicos que o evento possa afetar.
        § 3º O funcionamento de alto-falantes ou amplificadores de som, ressalvada a hipótese contemplada no parágrafo seguinte, somente é permitido entre as oito e as vinte e duas horas, sendo vedados a instalação e o uso daqueles equipamentos em distância inferior a duzentos metros:
        I - das sedes dos Poderes Executivo e Legislativo da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, das sedes dos Tribunais Judiciais, e dos quartéis e outros estabelecimentos militares;
        II - dos hospitais e casas de saúde;
        III - das escolas, bibliotecas públicas, igrejas e teatros, quando em funcionamento.
        § 4º A realização de comícios é permitida no horário compreendido entre as oito e as vinte e quatro horas.
        § 4o  A realização de comícios e a utilização de aparelhagem de sonorização fixa são permitidas no horário compreendido entre as 8 (oito) e as 24 (vinte e quatro) horas.     
§ 4o  A realização de comícios e a utilização de aparelhagens de sonorização fixas são permitidas no horário compreendido entre as 8 (oito) e as 24 (vinte e quatro) horas, com exceção do comício de encerramento da campanha, que poderá ser prorrogado por mais 2 (duas) horas.         
        § 5º Constituem crimes, no dia da eleição, puníveis com detenção, de seis meses a um ano, com a alternativa de prestação de serviços à comunidade pelo mesmo período, e multa no valor de cinco mil a quinze mil UFIR:
        I - o uso de alto-falantes e amplificadores de som ou a promoção de comício ou carreata;
        II - a distribuição de material de propaganda política, inclusive volantes e outros impressos, ou a prática de aliciamento, coação ou manifestação tendentes a influir na vontade do eleitor.
        II - a arregimentação de eleitor ou a propaganda de boca de urna;      
        III - a divulgação de qualquer espécie de propaganda de partidos políticos ou de seus candidatos, mediante publicações, cartazes, camisas, bonés, broches ou dísticos em vestuário.       
        III - a divulgação de qualquer espécie de propaganda de partidos políticos ou de seus candidatos.        
        § 6o  É vedada na campanha eleitoral a confecção, utilização, distribuição por comitê, candidato, ou com a sua autorização, de camisetas, chaveiros, bonés, canetas, brindes, cestas básicas ou quaisquer outros bens ou materiais que possam proporcionar vantagem ao eleitor.      
        § 7o  É proibida a realização de showmício e de evento assemelhado para promoção de candidatos, bem como a apresentação, remunerada ou não, de artistas com a finalidade de animar comício e reunião eleitoral.       
        § 8o  É vedada a propaganda eleitoral mediante outdoors, sujeitando-se a empresa responsável, os partidos, coligações e candidatos à imediata retirada da propaganda irregular e ao pagamento de multa no valor de 5.000 (cinco mil) a 15.000 (quinze mil) UFIRs.       
§ 8o  É vedada a propaganda eleitoral mediante outdoors, inclusive eletrônicos, sujeitando-se a empresa responsável, os partidos, as coligações e os candidatos à imediata retirada da propaganda irregular e ao pagamento de multa no valor de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) a R$ 15.000,00 (quinze mil reais). 
        § 9o  Até as vinte e duas horas do dia que antecede a eleição, serão permitidos distribuição de material gráfico, caminhada, carreata, passeata ou carro de som que transite pela cidade divulgando jingles ou mensagens de candidatos.   
        § 10.  Fica vedada a utilização de trios elétricos em campanhas eleitorais, exceto para a sonorização de comícios.      
§ 11.  É permitida a circulação de carros de som e minitrios como meio de propaganda eleitoral, desde que observado o limite de 80 (oitenta) decibéis de nível de pressão sonora, medido a 7 (sete) metros de distância do veículo, e respeitadas as vedações previstas no § 3o deste artigo.         
§ 12.  Para efeitos desta Lei, considera-se:      
I - carro de som: veículo automotor que usa equipamento de som com potência nominal de amplificação de, no máximo, 10.000 (dez mil) watts;       
II - minitrio: veículo automotor que usa equipamento de som com potência nominal de amplificação maior que 10.000 (dez mil) watts e até 20.000 (vinte mil) watts;       
III - trio elétrico: veículo automotor que usa equipamento de som com potência nominal de amplificação maior que 20.000 (vinte mil) watts.       

Bom Conselho tem novos advogados.


Os bonconselhenses, Rodolfo Padilha e João Lucas, estiveram, na última segunda-feira (25), na capital Pernambucana, realizando o juramento da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB)  e recebendo o número da ordem.

Parabéns aos novos advogados, que com muita luta e determinação alcançaram esse objetivo em suas vidas. 

Desejamos boa sorte aos nobres advogados, nessa nova etapa de suas vidas. 

Pesquisa divulga empate técnico entre Paulo Câmara e Armando Monteiro para o governo de Pernambuco.


Levantamento do Instituto de Pesquisa Maurício de Nassau mostra

 Armando (PTB) com 32% e Paulo (PSB) com 28%






Na segunda consulta eleitoral do Instituto de Pesquisa Maurício de Nassau (IPMN), o quadro é de empate técnico entre o candidato ao governo pela coligação Pernambuco Vai Mais Longe, Armando Monteiro (PTB), e o adversário pela Frente Popular, Paulo Câmara (PSB).


Em relação à última pesquisa, realizada nos dias 25 e 26 de julho, Paulo salta vertiginosamente de 10% das intenções de voto para 28%. Enquanto isso, Armando, que apresentava vantagem de 27 pontos percentuais frente ao socialista, cai de 37% das intenções para 32%. Considerando a margem de erro – de dois pontos percentuais para mais e para menos –, as porcentagens atuais dos dois candidatos podem chegar à casa dos 30%, cravando o empate técnico. A pesquisa foi encomendada pelo Portal Leia Já e publicada em parceria com o Jornal do Commercio.

Vavá Caréu: Missa de 1º Aniversário e convite.



A viúva Lúcia de Brandão Tenório, filhos: Lígia Viviane Brandão Tenório, Lucivalda Brandão Tenório e Renivado Brandão Tenório, neto, irmãos, família Cavalcante Tenório Madruga, comunicam a todos os parentes a amigos e a Loja Maçônica Segredo e Caridade, que a missa de 1º (primeiro) aniversário de falecimento do ex-marçon, ex-vereador e a maior representação política do Distrito de Calderões dos Guedes, Sr Renivaldo Cavalcante Tenório Madruga, conhecido por Vavá-Careú, será celebrada, domingo, dia 31 de agosto, às 15:30h, na capela do distrito de Calderões.

Os familiares antecipadamente agradecem a todos que comparecerem a este ato de fé e solidariedade cristã.