Páginas

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Análise último debate para presidente na Globo.

Corrupção pauta último debate entre Dilma e Aécio na TV

 

O debate na televisão entre Aécio Neves (PSDB) e Dilma Rousseff (PT), promovido na noite desta sexta-feira pela TV Globo, seguiu o roteiro de tensão que marca a reta final da campanha para a Presidência da República neste ano. Frente a frente pela última vez antes das urnas, Aécio e Dilma apostaram nos mesmos trunfos dos embates anteriores: o tucano confrontou a petista sobre a profusão de escândalos no governo e frisou o retorno da inflação; a petista explorou a crise de falta de água em São Paulo e buscou a comparação entre as gestões do PT e do PSDB. Mas foi a corrupção, citada em três dos quatro blocos, o tema que esquentou o debate.

Mais de uma vez, a troca de farpas excedeu os microfones e acabou insuflando os convidados dos dois candidatos, que reagiram com vaias e aplausos na plateia. O formato de arena em dois dos quatro blocos, no qual os candidatos puderam se movimentar livremente pelo palco, expôs o nervosismo de Dilma, que já tinha de driblar a tradicional dificuldade de traquejo – ela chegou a chamar um eleitor de "candidato".

Aécio abriu o debate questionando a petista sobre a reportagem de capa de VEJA desta semana, na qual o doleiro Alberto Youssef, pivô de um mega-esquema de lavagem de dinheiro desvios de recursos da Petrobras para políticos e partidos, afirmou em depoimento à Polícia Federal que Dilma e o ex-presidente Lula sabiam das falcatruas. O tucano também abordou o terrorismo eleitoral propalado pelo PT nos rincões do país, segundo o qual programas sociais serão encerrados se ela não se reeleger. Sobre corrupção, Dilma atacou a reportagem e repetiu o discurso de que os escândalos só foram descobertos depois que o PT chegou ao poder porque eram engavetados nas gestões tucanas.

O bloco inicial teve ainda embates sobre o investimento de 2 bilhões de reais do governo brasileiro na construção de um porto em Cuba e a volta da inflação. Além do choque de números, Dilma apostou em críticas às administrações tucanas e chamou Aécio de "líder do presidente Fernando Henrique Cardoso". O tucano devolveu: "Eu era líder do PSDB". Fora do microfone, Dilma disse: "Não tem importância". Foi quando Aécio cutucou: "Para quem não conhece o Congresso Nacional...". A claque entrou em ação: gargalhadas, aplausos e vaias.

No segundo bloco, foi na pergunta do terceiro eleitor indeciso sorteado que o clima ferveu. Tema: corrupção. Dilma respondeu dizendo que propõe um pacote de medidas para endurecer a legislação contra quem comete crimes de caixa dois e de colarinho branco. Na réplica, Aécio dirigiu-se à eleitora: "Vou responder olhando nos seus olhos. Tem uma medida que não depende do Congresso Nacional. Vamos tirar o PT do governo". Nova reação da plateia.

O terceiro bloco voltou ao formato de confronto aberto entre os dois. O modelo era outro, mas o tema que causou faíscas foi o mesmo. Aécio questionou Dilma: "Qual a opinião da senhora, da cidadã Dilma sobre o mensalão?". A petista cobrou dele explicações sobre o "mensalão mineiro" e citou denúncias envolvendo administrações tucanas. Rodeou, mas não respondeu. Por sua vez, Dilma tentou alfinetar o tucano com a crise hídrica em São Paulo, afirmando que houve falta de planejamento do governo Geraldo Alckmin (PSDB): "Não planejar no estado mais rico do país é uma vergonha".


No bloco final, novamente destinado a perguntas de eleitores indecisos selecionados pela emissora, o clima esfriou.

Julgamento dos "Canibais de Garanhuns" é cancelado.



Previsto para a próxima quarta-feira (29), o julgamento do trio conhecido como “canibais de Garanhuns” foi cancelado. A decisão foi tomada porque ainda será designado um defensor público para Jorge Beltrão Negromonte da Silveira e Bruna Cristina da Silva, dois dos acusados pelos assassinatos de mulheres. Neste júri, os três réus responderiam pela mrote de uma vítima em Olinda.

O advogado que era responsável pela defesa dos dois, Ranieri Aquino de Freitas, foi preso em julho deste ano por desvio de verba pública, cometido enquanto era prefeito de Sanharó, em 2004. Por conta da prisão, ele não chegou a encaminhar as alegações finais sobre o caso, antes que a Justiça decidisse que os acusados iriam à júri. Isabel Cristina Pires, mulher de Jorge, também está entre os réus. Ela tem outro advogado.

De acordo com a assessoria do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), o Ministério Público solicitou que o júri fosse cancelado para que a defensoria pudesse estudar o processo e encaminhar as alegações finais. Após isso, então, a juíza Maria Segunda Gomes de Lima, da Comarca de Olinda, decidirá se o trio irá à júri popular pelo homicídio quadruplamente qualificado, vilipêndio e ocultação de cadáver de Jéssica Camila da Silva Pereira. Não há novo prazo para a decisão da magistrada.

Outras duas mortes de mulheres, envolvendo o trio, aconteceram em Garanhuns. Por isso, trata-se de processo em tramitação na Vara deste município, que ainda decidirá sobre o júri popular. Os réus ficaram conhecidos pelo assassinato de mulheres e por usarem a carne humana delas para recheio e venda de salgados no município. O trio está preso desde abril de 2012.

Veja: Sobre a fala da presidente no horário eleitoral



A presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição, ocupou parte de seu horário eleitoral para criticar VEJA, em especial a reportagem de capa desta semana, citando o seguinte:

“Não posso me calar frente a esse ato de terrorismo eleitoral articulado pela revista ‘Veja’ e seus parceiros ocultos. Uma atitude que envergonha a imprensa e agride a nossa tradição democrática. Sem apresentar nenhuma prova concreta e mais uma vez baseando-se em supostas declarações de pessoas do submundo do crime a revista tenta envolver diretamente a mim e ao presidente Lula nos episódios da Petrobras, que estão sob investigação da Justiça”, disse a presidenta.

Diante da situação, a revista Veja, postou a seguinte nota em seu site:

Em respeito aos nossos leitores, VEJA considera essencial fazer as seguintes correções e considerações:

1) Antecipar a publicação da revista às vésperas de eleições presidenciais não é exceção. Em quatro das últimas cinco eleições presidenciais, VEJA circulou antecipadamente, no primeiro turno ou no segundo.

2) Os fatos narrados na reportagem de capa desta semana ocorreram na terça-feira. Nossa apuração sobre eles começou na própria terça-feira, mas só atingiu o grau de certeza e a clareza necessária para publicação na tarde de quinta-feira passada.

3) A presidente centrou suas críticas no mensageiro, quando, na verdade, o cerne do problema foi produzido pelos fatos degradantes ocorridos na Petrobras nesse governo e no de seu antecessor.

4) Os fatos são teimosos e não escolhem a hora de acontecer. Eles seriam os mesmos se VEJA os tivesse publicado antes ou depois das eleições.

5) Parece evidente que o corolário de ver nos fatos narrados por VEJA um efeito eleitoral por terem vindo a público antes das eleições é reconhecer que temeridade mesmo seria tê-los escondido até o fechamento das urnas.

6) VEJA reconhece que a presidente Dilma é, como ela disse, “uma defensora intransigente da liberdade de imprensa” e espera que essa sua qualidade de estadista não seja abalada quando aquela liberdade permite a revelação de  fatos que lhe possam ser pessoal ou eleitoralmente prejudiciais.






TSE nega pedido de Dilma para censurar VEJA.



O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou nesta sexta-feira um pedido da campanha da presidente-candidata Dilma Rousseff (PT) para censurar a reportagem de VEJA desta semana na qual o doleiro Alberto Youssef, pivô do megaesquema de lavagem de dinheiro desmontado pela Polícia Federal, afirma que Dilma e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sabiam dos desvios na Petrobras.


O pedido da coligação de Dilma para retirar a publicação do site de VEJA do ar e do perfil da revista no Facebook foi protocolado pelo PT nesta sexta-feira, sob o argumento de que a publicação desrespeita a legislação eleitoral. Mas o ministro Admar Gonzaga negou o pedido.

A lei citada pelo PT para tentar censurar VEJA é fruto da minirreforma eleitoral, mas não tem efeito sobre as eleições de 2014 porque entrou em vigor menos de um ano antes do pleito. "O dispositivo invocado para a suspensão da veiculação (§ 3º do art. 57-D da Lei nº 9.504/1997), consoante entendimento deste Tribunal Superior (Consulta nº 1000-75), não tem eficácia para o pleito de 2014", afirmou o ministro.

Padre Júnior, assume a Paróquia de Santo Antônio de Garanhuns (Catedral).


Padre Roberto Júnior, que recentemente foi pároco da paróquia de Santa Isabel da Hungria, localizada no distrito de Rainha Isabel, município de Bom Conselho, e atualmente encontrava-se, como pároco da Paróquia do Sagrado Coração de Jesus na Cohab II, em Garanhuns. Foi nomeado pelo Mons. Benevenuto Sátiro de Araújo
Administrador da Diocese de Garanhuns, para assumir à  Paróquia de Santo Antônio de Garanhuns (Catedral).

Além da transferência de Padre Júnior, outras paróquias também sofrerão mudanças, conforme comunicado da Diocese de Garanhuns, divulgado em seu site oficial. Abaixo publicamos na íntegra o comunicado.

DIOCESE DE GARANHUNS COMUNICA TRANSFERÊNCIA DE PADRES:
DIOCESE DE GARANHUNS
SEDE VACANTE


DIOCESE DE GARANHUNS COMUNICA TRANSFERÊNCIA DE PADRES:


Estimados Diocesanos,
                                        “... ide, fazei discípulos...” (Mt 28,19).

Considerando a dimensão missionária na vida da Igreja;
Considerando os fortes apelos do Papa Francisco para que a Igreja esteja sempre em saída;
Considerando as necessidades pastorais da Diocese;
Considerando o salutar costume de transferência de padres na vida das Dioceses;
O Administrador Diocesano, Mons. Benevenuto Sátiro de Araújo, após longo diálogo com o Colégio de Consultores Diocesano e em comunhão com o Clero, tendo dialogado longamente com os padres convocados para uma nova missão, e manifestado sincera gratidão pelo bom trabalho realizado até então por seus irmãos sacerdotes decidiu transferir os padres abaixo relacionados:

1 – Pe. Marcos André Ferreira Gomes transferido para a Paróquia de Santa Terezinha do Menino Jesus e dos Beatos Luis e Zélia, seus pais, em Terezinha – PE;

2 – Pe. Valdevan Bezerra dos Santos transferido para a Paróquia de São Luiz Gonzaga em Paranatama – PE;

3 – Pe. Gabriel Belo Cavalcante transferido para a Paróquia do Sagrado Coração de Jesus na Cohab II, em Garanhuns - PE;


4  -  Mons. Carlos André Vieira Alexandre Paes  transferido para a Paróquia de Nossa Senhora da Conceição em Correntes – PE;

5  - Pe. Welington Vilar de Araújo transferido para a Paróquia de Nossa Senhora da Conceição em Águas Belas – PE;

6  -  Pe. Roberto Bezerra da Rocha Junior transferido para a Paróquia de Santo Antônio de Garanhuns – Catedral – Garanhuns - PE;


7- Pe. Sérgio Tenório de Oliveria transferido para a Paróquia de Nossa Senhora do Rosário de Fátima em São Bento do Una – PE.
     Peçamos a intercessão de São José, padroeiro da nossa Diocese em favor da nova missão confiada e aceita pelos padres acima relacionados.

Garanhuns – PE, 23 de outubro de 2014

Mons. Benevenuto Sátiro de Araújo
Administrador Diocesano

Dilabom Informa: Sal pode ser substituído por temperos naturais.


O sal em excesso faz mal principalmente para quem sofre de pressão alta, porque ele acaba aumentando o volume de sangue dentro das veias e artérias. O que acontece é que quando o organismo passa a ser atravessado por muito sangue, os vasos acabam se contraindo para tentar diminuir o fluxo e restabelecer o estado habitual. Essa constrição acarreta o aumento da pressão.

“Baixar o consumo de sódio é uma das melhores medidas em termos de saúde pública, uma vez que repercute no combate a doenças crônicas”, diz Patrícia Jaime, coordenadora-geral de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde.

Deixar a comida insossa, porém, dificulta muito a mudança de hábito. A solução, então, é trocar o sal por temperos naturais. Segundo a nutricionista Paula Castilho, alecrim, hortelã, salsa e outros temperos ainda são fator de proteção contra algumas enfermidades.

Veja a lista de alimentos que podem substituir o sal:

Alecrim: Ideal para dar sabor a sopas, ovos, peixes, legumes e vegetais em geral, como berinjela, tomate, batata e couve-flor. Pode ser usado também em carne de porco e de ave. Estimula a circulação e a digestão.

Alho e cebola: podem ser usados no preparo de quase todos os pratos. O alho ajuda a controlar a pressão e os níveis de colesterol. A cebola diminui os riscos de trombose e aterosclerose. A dupla também pode prevenir contra alguns tipos de câncer, como o de pulmão, estômago, próstata e fígado.

Hortelã: geralmente, é usada em pratos árabes, como quibe e tabule. Confere sabor também a sucos e chás gelados, vinagrete e saladas verdes. Combate dor de estômago e tem ação diurética e digestiva.

Cebolinha: Vai bem em molhos, patês, massas, omelete, gratinados, carnes e peixes. Contém vitaminas A e C, auxiliando no combate contra gripes e doenças respiratórias em geral. Também facilita a digestão.

Salsa: Pode ser usada em qualquer tipo de prato, especialmente em carnes, legumes, saladas, sopas e molhos. É rica em vitaminas A e C e minerais. Protege o sistema urinário, combate o inchaço e a anemia, além de possuir ação diurética e digestiva.

Tomilho: Pode ser usado para aromatizar carnes, cozidos, molhos e pães. Também acentua o sabor de peixe e frango. Rico em magnésio, vitaminas C e do complexo B, é digestivo, reduz o colesterol e previne o envelhecimento precoce.


Caso Petrobras: Dilma vencendo a eleição, quem governará o Brasil?


Da: Veja
Por Reinaldo Azevedo
Colunista da revista.

O governo segurou dados negativos sobre o Ideb, a miséria e a arrecadação, entre outros, porque teme que eles possam prejudicar a votação da candidata do PT à reeleição. Já é um escândalo porque o estado brasileiro não pertence ao partido. Ao jornalismo não cabe nem retardar nem apressar a publicação de uma reportagem em razão do calendário eleitoral. A boa imprensa se interessa por fatos e disputa, quando muito, leitores, ouvintes, internautas, telespectadores. Na terça-feira passada — há três dias, portanto —, o doleiro Alberto Youssef, preso pela Operação Lava Jato, deu um depoimento estarrecedor à Polícia Federal e ao Ministério Público. A revista VEJA sabe o que ele disse e cumpre a sua missão: dividir a informação com os leitores. Se, em razão disso, pessoas mudarão de voto ou se tornarão ainda mais convictas do que antes de sua opção, eis uma questão que não diz respeito à revista — afinal, ela não disputa o poder. E o que disse Youssef, como revela VEJA, numa reportagem de oito páginas? Que Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff sabiam da roubalheira que havia na Petrobras.

Mais: Youssef se prontificou a ajudar a Polícia a chegar a contas secretas do PT no exterior. Segundo as pesquisas, Dilma poderá ser reeleita presidente no domingo. Se isso acontecer e se Youssef fornecer elementos que provem que a presidente tinha conhecimento das falcatruas, é certo como a luz do dia que ela será deposta por um processo de impeachment. Não é assim porque eu quero. É o que estabelece a Lei 1.079, com base na qual a Câmara acatou o processo de impeachment contra Collor e que acabou resultando na sua renúncia. O petrolão já é o maior escândalo da história brasileira e supera o mensalão.

O diálogo que expõe a bomba capaz de mandar boa parte do petismo pelos ares é este:

— O Planalto sabia de tudo!
— Mas quem no Planalto?, perguntou o delegado.
— Lula e Dilma, respondeu o doleiro.

Youssef diz ter elementos para provar o que diz — e, em seu próprio benefício, é bom que tenha, ou não contará com as vantagens da delação premiada e ainda poderá ter a sua pena agravada. A sua lista de políticos implicados no esquema já saltou, atenção, de 30 para 50. Agora, aparece de forma clara, explícita, em seu depoimento, a atuação de José Sérgio Gabrielli, presidente da Petrobras durante o califado de Lula e em parte do governo Dilma. Entre outros mimos, ele revela que Gabrielli o chamou para pagar um cala-boca de R$ 1 milhão a uma agência de publicidade que participava do pagamento ilegal a políticos. Nota: Youssef já contou à PF que pagava pensão mensal a membros da base aliada, a pedido do PT, que variavam de R$ 100 mil a R$ 150 mil.

Pessoas que conhecem as denúncias de Youssef asseguram que João Vaccari Neto — conselheiro de Itaipu, tesoureiro do PT e um dos coordenadores da campanha de Dilma — será fulminado pelas denúncias. O doleiro afirma dispor de provas das transações com Vaccari. Elas compõem o seu formidável arquivo de mais de 10 mil notas fiscais, que servem para rastrear as transações criminosas.

Contas no exterior

É nesse arquivo de Youssef que se encontram, segundo ele, os elementos para que a Polícia Federal possa localizar contas secretas do PT em bancos estrangeiros, que o partido sempre negou ter, é claro. Até porque é proibido. A propósito: o papel de um doleiro é justamente fazer chegar, em dólar, ao exterior os recursos roubados, no Brasil, repatriando-os depois quando necessário.

Por que VEJA não revelou isso antes? Porque Youssef só depôs na terça-feira. A revista antecipou a edição só para criar um fato eleitoral? É uma acusação feita por pistoleiros: VEJA publicou uma edição na sexta-feira anterior ao primeiro turno e já tinha planejada e anunciada uma edição na sexta-feira anterior ao segundo turno. Mas que se note: ainda que o tivesse feito, a decisão seria justificada. Ou existe alguém com disposição para defender a tese de que vota melhor quem vota no escuro?

Quanto ao risco de impeachment caso Dilma seja reeleita, vamos ser claros: trata-se apenas da legislação vigente no Brasil desde 10 de abril de 1950, que é a data da Lei 1.079, que define os crimes de responsabilidade e estabelece a forma do processo. Valia para Collor. Vale para Dilma. Se Youssef estiver falando a verdade — num processo de delação premiada — e se Dilma for reeleita, ela será deposta. Se a denúncia alcançar também seu vice, Michel Temer, realizam-se novas eleições diretas 90 dias depois do último impedimento se não tiver transcorrido ainda metade do mandato. Se os impedimentos ocorrerem nos dois anos finais, aí o Congresso tem 90 dias para eleger o titular do Executivo que concluirá o período.

Informado, o eleitor certamente decide melhor. A VEJA já está nas bancas.


Lenda Urbana em Bom Conselho? Enorme cobra vista no açude da Nação.




a redação do nosso blog várias mensagens informando que várias pessoas tinham visto uma cobra enorme nas águas do açude da Nação, entre elas, o queijeiro do Laticínios Ferro.

Estivemos no açude da Nação e conversamos com a população que mora as margens do açude e transeuntes que passam diariamente pelo local.

As opiniões são divergentes, alguns afirmam categoricamente que viram a "cobra", outros informam que não passa de uma lenda urbana.

O que temos de real é que ninguém nunca registrou uma foto do réptil, mas várias pessoas ficam as margens do açude a espera de ver e fotogravar.

Será mais uma lenda urbana em Bom Conselho? 

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Veja destaca: Lula e Dilma sabiam de tudo da Petrobras..


Na última terça-feira, o doleiro Alberto Youssef entrou na sala de interrogatórios da Polícia Federal em Curitiba para prestar mais um depoimento em seu processo de delação premiada. Como faz desde o dia 29 de setembro, sentou-se ao lado de seu advogado, pôs os braços sobre a mesa, olhou para a câmera posicionada à sua frente e se colocou à disposição das autoridades para contar tudo o que fez, viu e ouviu enquanto comandou um esquema de lavagem de dinheiro suspeito de movimentar 10 bilhões de reais. A temporada na cadeia produziu mudanças profundas em Youssef. Encarcerado desde março, o doleiro está bem mais magro, tem o rosto pálido, o cabelo raspado e não cultiva mais a barba. O estado de espírito também é outro. Antes afeito às sombras e ao silêncio, Youssef mostra desassombro para denunciar, apontar e distribuir responsabilidades na camarilha que assaltou durante quase uma década os cofres da Petrobras. Com a autoridade de quem atuava como o banco clandestino do esquema, ele adicionou novos personagens à trama criminosa, que agora atinge o topo da República. Perguntado sobre o nível de comprometimento de autoridades no esquema de corrupção na Petrobras, o doleiro foi taxativo:

— O Planalto sabia de tudo!
— Mas quem no Planalto?, perguntou o delegado.
— Lula e Dilma, respondeu o doleiro.


Conheça, na edição de VEJA, os detalhes do depoimento que Alberto Youssef prestou às autoridades.

Datafolha e Ibope apontam vantagem de Dilma acima da margem de erro.



Pesquisas Ibope Datafolha divulgadas nesta quinta-feira (23) mostram que a candidata Dilma Rousseff (PT) aparece pela primeira vez neste segundo turno à frente do candidato Aécio Neves (PSDB) mesmo se for levada em conta a margem de erro de dois pontos. No Ibope, Dilma tem 54% dos votos válidos e Aécio, 46%; no Datafolha, a petista tem 53% e o tucano, 47%.

Em todos os outros levantamentos anteriores feitos pelos institutos no segundo turno havia um empate técnico dentro do limite da margem de erro entre os dois candidatos.

Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição.
Em votos totais, Dilma tem 49% e Aécio, 41% no Ibope. No Datafolha, Dilma tem 48% e Aécio, 42%.
Confira todos os números:

Ibope (veja a pesquisa completa)
VOTOS VÁLIDOS
Dilma Rousseff (PT) – 54%
Aécio Neves (PSDB) – 46%

VOTOS TOTAIS
Dilma - 49%
Aécio - 41%
Branco/nulo - 7%
Não sabe/não respondeu - 5%

O Ibope ouviu 3.010 eleitores em 203 municípios entre os dias 20 e 22 de outubro. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-01168/2014.

Datafolha (veja a pesquisa completa)

VOTOS VÁLIDOS
Dilma Rousseff (PT) – 53%
Aécio Neves (PSDB) – 47%

VOTOS TOTAIS
Dilma - 48%
Aécio - 42%
Em branco/nulo/nenhum - 5%
Não sabe - 5%

O Datafolha ouviu 9.910 eleitores em 399 municípios nos dias 22 e 23 de outubro. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de dois pontos prevista. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01162/2014.


Youssef nega ter negociado com ex-presidente do PSDB, Sérgio Guerra.



Um dia após o empresário Leonardo Meirelles ter afirmado, durante interrogatório na Justiça Federal do Paraná, que Alberto Youssef, um dos líderes da organização criminosa que teria movimentado R$ 10 bilhões, negociava com o ex-presidente nacional do PSDB Sérgio Guerra, falecido em março deste ano, o advogado do doleiro pediu a realização de uma acareação. Ela nega que Youssef tenha tratado com Guerra ou qualquer outro integrante da legenda tucana. Meirelles era diretor-presidente do laboratório Labogem e um dos integrantes do esquema montado por Youssef que abastecia caixas de partidos políticos com recursos de grandes empreiteiras.

O pedido de acareação foi protocolado, na tarde de ontem, pelo advogado Antônio Figueiredo Bastos, responsável pela defesa de Youssef. Ele assegura que seu cliente não negociou com nenhum integrante do PSDB.

Ao portal de notícia G1, ele declarou que a colaboração do doleiro não tem relação partidária. “Meu cliente desafia qualquer pessoa a provar uma relação dele com o Sérgio Guerra ou qualquer outra pessoa do PSDB. A colaboração dele é apartidária, não quer prejudicar ninguém. A colaboração toda está sendo feita baseada em documentos, que corroboram os indícios do que ele está dizendo”.

No interrogatório, Leonardo Meirelles também acusou o Partido Progressista (PP). “No escritório da Avenida São Gabriel, em São Paulo, tinha um fluxo grande de políticos do partido PP.” Ele, considerado um dos laranjas de Youssef, alegou que a legenda tinha “uma grande quantia em aberto com ele como saldo de financiamento de campanha de 2010”.

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Dilma e Aécio fazem acordo no TSE para acabar com ataques no horário eleitoral



As coordenações jurídicas das campanhas dos candidatos que disputam o segundo turno das eleições presidenciais entraram em acordo hoje (22) para arquivar todas representações que foram protocoladas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Todas são referentes às eleições de 2014. O acordo firmado entre as coligações da candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT) e de Aécio Neves (PSDB) foi homologado por unanimidade pelos ministros do TSE.


Com a decisão, as coligações comprometeram-se a priorizar o debate de ideias no espaço horário eleitoral gratuito no rádio e na TV. O acordo foi acertado entre os advogados das duas coligações após a decisão na qual o tribunal entendeu que a propaganda eleitoral não pode ser usada para ofensas pessoais.  O novo entendimento sobre a matéria, firmado na semana passada, provocou suspensões de trechos da propaganda dos dois candidatos.

Colisão entre um Fox e uma F-4000 em Bom Conselho.





Ocorreu na tarde de hoje (22), na cidade de Bom Conselho, um acidente envolvendo um Fox preto e uma F-4000.


O Acidente.

O cabo do exército, Antonio Melo de Carvalho Costa, conduzia o Fox, logo após a entrada da cidade, próxima a AABB, perdeu o controle do veículo em uma pequena curva e bateu nos pneus e para lama da F-4000, que encontrava-se estacionada do lado direito (sentido cidade), vindo a capotar. O cabo, não sofreu ferimento graves, apenas um corte na boca. O Corpo de Bombeiros esteve presente no local e o acidentado não quis ser levado para o hospital.


Este já é o segundo acidente em menos de 1 ano que postamos, envolvendo o veículo F-4000, que fica estacionado ao lado desta curva. No acidente anterior, um motociclista bateu no veículo e foi socorrido pelo SAMU e Bombeiros.  

COLUNA ENSAIO GERAL: FREI DIMAS PARTE 1

       COLUNA ENSAIO GERAL
      FREI DIMAS PARTE 1


Crônicas de Bom Conselho
Por: Alexandre Tenório

     
  No dia, 13 de outubro de 2014 recebi a notícia que Frei Dimas tinha falecido. Foi uma das pessoas mais importante da nossa cidade no século XX. Frei Dimas embora sendo natural de Caruaru, tornou-se um bom-conselhense de coração. Ao assumir nos fins dos anos 60 a diretoria do Colégio Estadual Frei Caetano de Messina, revolucionou o ensino em nossa cidade.
       Foi através de sua administração que o Colégio Estadual tornou-se um dos mais importantes colégios estaduais do nosso estado, pois, além de ter um ensino de qualidade, tinha em sua banda marcial uma referência.
       Quando em 1973 nossa cidade participou do campeonato da cidade (VEJA A HISTÓRIA NO MEU LIVRO “O DIA EM QUE BOM CONSELHO PAROU”) e fez uma brilhante apresentação, estava ali o dedo de Frei Dimas. Foi ele a cabeça pensante de nossa apresentação. Ele tinha uma visão além dos demais, ele visualizava as coisas com antecedência. Frei Dimas nunca se acomodou com nada, sempre estava fazendo uma coisa diferente, temos na Praça Dom Pedro II uma escultura belíssima, que é as três raças, que representam o nosso povo.
       Foi diretor de turismo no governo de Daniel Brasileiro e fez um excelente trabalho.
       Ele era o nosso “ MALUCO BELEZA”, pois sua loucura gerava coisas belas.
             Na próxima semana, traremos algumas hilariantes histórias envolvendo ele.

       

Menores são detidos pilotando motos.




Policiais da (3ª CPM) da cidade de Lagoa do Ouro e Correntes fizeram uma Operação Blitz no dia de ontem 21/10/2014, onde resultou na detenção de dois menores pilotando motos, os quais foram conduzidos para a Delegacia de Correntes, juntamente com seus pais, onde foi lavrado o TCO.

O melhor do forró na Budega em Garanhuns: Maciel Melo, Ronaldo César e Tuchinha.



O forrozeiro, e menestrel da cultura popular, Maciel Melo estará se apresentando na Budega, em Garanhuns, no início de novembro, na primeira quinta-feira, dia 06.

Na mesma noite ainda teremos, Ronaldo Cesar e a participação do sanfoneiro Tuchinha, que por muitos anos tocou com Jorge de Altinho. 

A quinta-feira já é tradicionalmente a noite do forró da Budega, mas no dia 06/11, a festa estará completa com um dos maiores nomes da Música Popular Nordestina.

Cursinho em garanhuns promove aulão gratuito para o Enem.



O cursinho DaHora! vai realizar um Super Aulão, intitulado #TôENEMaí, com as últimas e melhores dicas para o ENEM. O Aulão será no dia 01/11, NA AGA, às 13h. 

O Aulão é aberto ao público e alunos de escolas públicas são muito bem-vindos, obviamente. Para participar, basta conseguir um ingresso com um dos alunos ou pegar no próprio curso (em frente a Balão Som, no Centro. No primeiro andar de Márcio Autocapas) e levar, no dia, 1kg de alimento para doação.

O Aulão será dinâmico, conciliando o aprendizado com o lazer. Cheio de surpresas e novidades, os professores darão as melhores dicas para a prova que se aproxima: o bicho-papão do ENEM!

Horário Eleição Para 2º Turno de Presidente.


O cartório Eleitoral, informa que o horário da votação no município de Bom Conselho, no próximo domingo, dia 26, será das 08 às 17 horas, horário local.

A região Nordeste não aderiu ao horário de verão. 

Médico é preso em Garanhuns acusado de estupro.


Foi preso nesta terça-feira, dia 21, em Garanhuns, o psiquiatra Lindemberg Isaque de Macedo, 73 anos, sob a suspeita de estuprar pelo menos três antigas pacientes. O médico foi capturado por policiais civis da 135ª Circunscrição Policial, sob o comando do delegado Edmilson Batista, na clínica onde atuava, localizada na Avenida Simoa Gomes, no bairro de Heliópolis, em cumprimento a um mandado de prisão preventiva expedido pela 1ª Vara Criminal do Município.

De acordo com a polícia, o Médico vinha sendo investigado desde 2008, quando o primeiro caso de abuso foi denunciado. “Uma das vítimas recorreu ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE) para denunciar o estupro e as outras duas procuraram diretamente a polícia. Segundo elas, o psiquiatra as hipnotizava ou sedava, deixando-as vulneráveis para que ele pudesse praticar os mais diversos atos libidinosos, além do ato sexual”, explicou Edmilson Batista.

 “Quando acordavam, as vítimas recordavam de fragmentos do ocorrido, e questionavam o psiquiatra. O médico, por sua vez, tentava dissuadi-las falando que elas estavam delirando”, completou o delegado, lembrando que o médico não resistiu à prisão e, em depoimento, negou todas as acusações de suas antigas pacientes. Os casos denunciados teriam acontecido nos anos de 2007, 2008 e 2009.


Para Barbosa, a divulgação destes estupros pode encorajar outras vítimas do médico a procurar a polícia. “Ao dar detalhes dessa prisão, nosso principal objetivo é fazer com que outras mulheres que tenham sido abusadas por este homem criem coragem para denunciá-lo. Esse médico tem aproximadamente 40 anos de profissão e se fez isso com essas três pacientes, pode ter feito com outras também”, disse. Caso alguma mulher queira prestar queixa do psiquiatra, pode procurar a Delegacia da 135ª Circunscrição, na Rua Joaquim Távora, 259, Heliópolis, Garanhuns, ou qualquer outra delegacia do Estado.

Depois de passar por exame traumatológico, Lindemberg Isaque de Macedo foi direcionado à Cadeia Pública de Garanhuns, local onde aguardará seu julgamento.
e Blog de Carlos Eugênio.

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Clientes da Vivo terão internet cortada quando a franquia terminar



A operadora de telefonia Vivo vai mudar a forma de cobrança da internet pelo celular para clientes de pacotes pré-pagos a partir do mês que vem. Quando o pacote de dados contratado pelo cliente acabar, ele terá que pagar um valor adicional para continuar navegando na internet. Atualmente, quando a franquia chega ao fim, a velocidade de navegação é reduzida, mas o usuário não tem que pagar a mais. A mudança vale a partir do dia 6 de novembro, inicialmente para os clientes do Rio Grande do Sul e de Minas Gerais, mas poderá ser estendida para outras regiões nos próximos meses.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) informou hoje (21) que irá pedir esclarecimentos às prestadoras de telefonia celular sobre possíveis alterações na forma de cobrança da internet móvel. Segundo a agência, as regras do setor permitem às empresas adotar várias modalidades de franquias e de cobranças, mas o Regulamento Geral de Direitos do Consumidor de Serviços de Telecomunicações  determina que qualquer alteração em planos de serviços e ofertas deve ser comunicada ao usuário, pela prestadora, com antecedência mínima de 30 dias.

A Vivo informou que os clientes pré-pagos estão sendo avisados por SMS sobre a mudança. Depois da mudança, os clientes da Vivo vão receber uma mensagem de texto (SMS) quando o consumo atingir 80% da franquia e outro no momento em que ela acabar. O último aviso virá com a opção de contratação do pacote adicional de 50 MB, que custará R$ 2,99 por sete dias.

O mesmo ajuste deverá ser implementado futuramente para os clientes de planos pós-pagos. A empresa diz que está trabalhando em ajuste sistêmicos e fará o anúncio sobre a mudança aos usuários com a antecedência necessária. Segundo a Vivo, o ajuste será feito para atender às necessidades e expectativas dos 53,1 milhões de clientes pré-pagos, que vem usando cada vez mais os pacotes de dados pelo celular, especialmente para acessar redes sociais.

A mudança ainda não vale para os clientes das outras três grande operadoras de telefonia celular do mercado (Claro, TIM e Oi). Para a TIM, mudanças no formato de tarifação de dados móveis são um movimento natural, em linha com o crescimento contínuo do uso de internet nos celulares, mas a operadora disse que não prevê qualquer ajuste na cobrança, por enquanto, e segue avaliando as diferentes possibilidades.

A Oi disse que considera o fim da velocidade reduzida, aliada ao novo modelo de cobrança por pacotes adicionais, uma tendência mundial, mas não informou se irá adotá-la em breve. A Claro também não informou se irá mudar a estratégia, mas garantiu que seus clientes podem escolher entre contratar pacotes adicionais ou navegar com a velocidade reduzida depois que a franquia acaba.

A Associação de Consumidores Proteste critica a intenção das operadoras e diz que vai enviar um ofício à Anatel questionando a iniciativa. Para a entidade, as empresas não podem alterar unilateralmente o contrato para os consumidores que já têm planos de franquia que garantem a continuidade do serviço, ainda que com velocidade reduzida. "Os maiores prejudicados serão os consumidores que foram iludidos com pretensos planos de acesso ilimitado a internet. É importante verificar no contrato as limitações de velocidade previstas quando o usuário excede a franquia média de dados", orienta a Proteste.

Aécio acusa institutos de pesquisa de "erros grosseiros".


O candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, afirmou nesta terça-feira (21) durante entrevista coletiva em Campo Grande (MS), que os institutos de pesquisa devem explicação ao "povo brasileiro" sobre o resultado das pesquisas eleitorais. Levantamento divulgado nesta segunda-feira pelo Instituto Datafolha* indicou o presidenciável com 48% das intenções de voto contra 52% de Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT.

Aécio foi indagado nesta terça sobre a perda da intenção de votos de parte do eleitorado. "Se eu me abalasse com pesquisas, certamente não teria tido o resultado que tive no primeiro turno. Eu acho que, na verdade, os institutos de pesquisa estão devendo aos brasileiros explicações. Desde o primeiro turno os erros foram grosseiros. Absolutamente grosseiros em toda a parte", declarou.

Nos dias anteriores à votação do primeiro turno, tanto Ibope quanto Datafolha vinham apontando a tendência de alta de Aécio e de queda de Marina Silva, presidenciável derrotada do PSB. No entanto, nenhum instituto mostrou a intensidade do crescimento do candidato do PSDB registrado nas urnas. Dilma ficou com 41,59%, Aécio com 33,55% e Marina com 21,32%.


Os diretores dos dois principais institutos de pesquisa, Márcia Cavallari (Ibope) e Mauro Paulino (Datafolha) explicaram que as evoluções das pesquisas mostram uma tendência, e que cada levantamento é um retrato daquele exato momento em que a pergunta é feita pelo pesquisador. Mas que a decisão final do eleitor só é confirmada na hora do voto.

Apesar de citar "erros grosseiros" nas pesquisas, Aécio disse considerar ser o "presidente eleito", com base nos levantamentos. "Pelo que nós vimos nas pesquisas do primeiro turno, essas pesquisas do Datafolha estão me dando como eleito. Sou o próximo presidente da República, se a referência for essa [...]. Todas as nossas pesquisas técnicas que estamos fazendo, estamos com uma margem enorme e muito maior que essa sobre a candidata [do PT, Dilma Rousseff]", disse.

Após entrevista coletiva, o candidato participou de ato político na Associação Nipo-Brasileira de Campo Grande, ao lado do candidato ao governo de Mato Grosso do Sul pelo PSDB, Reinaldo Azambuja, e da candidata a vice, professora Rose Modesto. Aécio falou sobre ataques políticos que diz ter sofrido. "A cada mentira que lançarem sobre nós, vamos falar dez verdades sobre eles. Comigo não. Não tenho medo do PT", afirmou.

*O Datafolha ouviu 4.389 eleitores no dias 20 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de dois pontos prevista. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01140/2014.

Pauta 11ª Seção da Câmara Municipal de Vereadores.

Pauta da Décima Primeira Sessão Ordinária do Segundo Período Legislativo da Câmara Municipal de Bom Conselho, realizada no dia 22 de Outubro de 2014.



APRESENTAÇÃO:


1-    PROJETO DE LEI Nº 008/2014 – Autor: Vereadora Maria Márcia  Rodrigues de Almeida – “Denomina de José Ramos de Oliveira, conhecido como Cazuza, o Posto de Saúde, que fica localizado no Bairro Serra de Santa Terezinha, nesta cidade e dá outras providências”.


VOTAÇÃO:

2 - INDICAÇÃO Nº 093/2014 – Autor: Vereadora Maria Márcia Rodrigues de Almeida, no sentido de que seja construído uma Praça na Comunidade Quilombola do Sítio Ângico de Cima, em frente à Escola Doralice Severino Barbosa, deste Município.


3 - INDICAÇÃO Nº 094/2014 – Autor: Vereador Gilmar Rodrigues de Oliveira, no sentido de que sejam recuperados os esgotos do Distrito de Lagoa de São José, deste Município, dando maior ênfase a Rua Nova e a Rua que fica localizada ao lado da PE-218, próxima ao único colégio existente naquele Distrito. 

Comandante da PM, convoca proprietários de carros de som para reunião, assunto: "Poluição Sonora".

O Capitão Gilson, comandante da 3ª Companhia de Policia Militar de Bom Conselho, está convocando todas as pessoas envolvidas com publicidade (Carros de som) para uma reunião na sede da 3ª CPM, ás 09:30hs do dia 29/10/2014 (quarta-feira), onde será debatido o assunto: Poluição sonora em Bom Conselho. 


Erem Frei Caetano realiza "V Gincana Integral de Leitura".



A Escola de referência em Ensino Médio Frei Caetano de Messina, realiza a "V Gincana Integral de Leitura", no período de 21 a 23 de outubro.

As obras em destaque serão as seguintes:
- Homens e Caranguejos (Josué de Castro)
- Macbeth (Shakespere)
- A Bolsa Amarela (Lygia Bojunga)
- Quem Mexeu no Meu Queijo? (Spencer Johnson. M.D.)
- História Meio as Contrário (Ana Maria Machado)
- Frida Kahio
- Cem Anos de Solidão (Gabriel Garcia Márquez)
- O Mundo de Sofia (Jostein Gaarder)
- A Culpa é das Estrelas (Jonh Green)
- A Menina que Roubava Livros (Jostein Gaarder - Markus Zusak).

Nota do redator: Gostaríamos de agradecer a coordenação por esse importante trabalho, levando obras literárias para conhecimento e dissecação por parte dos alunos. É com muito prazer e honra, mais uma vez fazer parte do corpo de jurados desta gincana integral de leitura.

Emmanuel Leonel
Editor.  

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Datafolha: Dilma com 52% e Aécio com 48%


Pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira (20) aponta os seguintes percentuais de votos válidos no segundo turno da corrida para a Presidência da República:
Dilma Rousseff (PT): 52%
Aécio Neves (PSDB): 48%

Para calcular esses votos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição.
A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal "Folha de S.Paulo".
De acordo com o Datafolha, na reta final da eleição, os candidatos continuam empatados, no limite da margem de erro, de dois pontos percentuais para mais ou para menos, mas Dilma aparece pela primeira vez numericamente à frente de Aécio em um levantamento feito após o primeiro turno.
No levantamento anterior do instituto, divulgado no dia 15, Aécio tinha 51% e Dilma, 49%.
Votos totais
Se forem incluídos os votos brancos e nulos e dos eleitores que se declaram indecisos, os votos totais da pesquisa estimulada são:
- Dilma Rousseff (PT): 46%
- Aécio Neves (PSDB): 43%
- Em branco/nulo/nenhum: 5%
- Não sabe: 6%
Na margem de erro, os candidatos estão empatados tecnicamente.
O Datafolha ouviu 4.389 eleitores no dias 20 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de dois pontos prevista. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01140/2014.