Páginas

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Tire suas dúvidas sobre Microcefalia e Zika Vírus.



- O que é a microcefalia?
A microcefalia não é um agravo novo. Trata-se de uma malformação congênita, em que o cérebro não se desenvolve de maneira adequada. Neste caso, os bebês  nascem com perímetro cefálico (PC) menor que o normal, que habitualmente é superior a  32 cm.

- Quais as causas desta condição?
Essa malformação congênita pode ser efeito de uma série de fatores de diferentes origens, como substâncias químicas e agentes biológicos (infecciosos), como bactérias, vírus e radiação.

- O que é o vírus Zika?
vírus Zika é um arbovírus (grande família de vírus), transmitido pela picada do mesmo vetor da dengue, o Aedes aegypti.

- Já há confirmação que o aumento de casos de microcefalia no Brasil é causado pelo vírus Zika?
Ministério da Saúde confirmou no sábado (28/11) a relação entre o vírus Zika e o surto de microcefalia na região Nordeste. O Instituto Evandro Chagas, órgão do ministério em Belém (PA), encaminhou o resultado de exames realizados em um bebê, nascida no Ceará, com microcefalia e outras malformações congênitas. Em amostras de sangue e tecidos, foi identificada a presença do vírus Zika.
A partir desse achado do bebê que veio à óbito, o Ministério da Saúde considera confirmada a relação entre o vírus e a ocorrência de microcefalia. Essa é uma situação inédita na pesquisa científica mundial.
As investigações sobre o tema devem continuar para esclarecer questões como a transmissão desse agente, a sua atuação no organismo humano, a infecção do feto e período de maior vulnerabilidade para a gestante. Em análise inicial, o risco está associado aos primeiros três meses de gravidez.
O achado reforça o chamado para uma mobilização nacional para conter o mosquito transmissor, o Aedes aegypti, responsável pela disseminação doença.

- A microcefalia pode levar a óbito ou deixar sequelas?
Cerca de 90% das microcefalias estão associadas com retardo mental, exceto nas de origem familiar, que podem ter o desenvolvimento cognitivo normal. O tipo e o nível de gravidade da sequela vão variar caso a caso. Tratamentos realizados desde os primeiros anos melhoram o desenvolvimento e a qualidade de vida.

- Como é feito o diagnóstico?
Após o nascimento do recém-nascido, o primeiro exame físico é rotina nos berçários e deve ser feito em até 24 horas do nascimento. Este período é um dos principais momentos para se realizar busca ativa de possíveis anomalias congênitas. Por isso, é importante que os profissionais de saúde fiquem sensíveis para notificar os casos de microcefalia no registro da doença no Sistema de Informação sobre Nascidos Vivos (Sinasc).

- É possível detectar a microcefalia no pré-natal? Apenas a ultrassonografia é suficiente?
Sim. No entanto, somente o médico que está acompanhando a grávida poderá indicar o método de imagem mais adequado. 

- Qual o tratamento para a microcefalia?  
Não há tratamento específico para a microcefalia. Existem ações de suporte que podem auxiliar no desenvolvimento do bebê e da criança, e este acompanhamento é preconizado pelo Sistema Único da Saúde (SUS). Como cada criança desenvolve complicações diferentes - entre elas respiratórias, neurológicas e motoras – o acompanhamento por diferentes especialistas vai depender de suas funções que ficarem comprometidas.
Estão disponíveis serviços de atenção básica, serviços especializados de reabilitação, os serviços de exame e diagnóstico e  serviços hospitalares, além de órteses e próteses aos casos em que se aplicar.

Com aumento de casos que ocorre neste momento, o Ministério da Saúde, decidiu elaborar, em parceria com as secretarias municipais e estaduais de saúde, um protocolo de atendimento voltado a essas crianças. Este protocolo vai servir como base de orientação aos gestores locais para que possam identificar e estabelecer os serviços de saúde de referência no tratamento dos pacientes, além de determinar o fluxo desse atendimento.
Há um tipo de microcefalia, a Sinostose craniana, que não é a que está tendo aumento do número de casos, por não ser de causa infecciosa, que pode ser corrigida por meio de cirurgia. Neste caso, geralmente, as crianças precisam de acompanhamento após o primeiro ano de vida.

- Quais estados estão apontando crescimento de casos de microcefalia acima da média?
Até o dia 28 de novembro, foram notificados à Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) do Ministério da Saúde 1.248 casos suspeitos de microcefalia, identificados em 311 municípios de 14 estados do Brasil. O estado de Pernambuco mantem-se com o maior número de casos (646), sendo o primeiro a identificar aumento de microcefalia em sua região e que conta com o acompanhamento de equipe do Ministério da Saúde desde o dia 22 de outubro. Em seguida, estão os estados de Paraíba (248), Rio Grande do Norte (79), Sergipe (77), Alagoas (59), Bahia (37), Piauí (36), Ceará (25), Maranhão (12), Rio de Janeiro (12), Tocantins (12), Goiás (02), Distrito Federal (1) e Mato Grosso do Sul (1).

- Há registro de ‘surtos’ de microcefalia em outros países?
O Zika é considerado endêmico no Leste e Oeste do continente Africano. Evidências sorológicas em humanos sugerem que a partir do ano de 1966 o vírus tenha se disseminado para o continente asiático. Atualmente há registro de circulação esporádica na África (Nigéria, Tanzânia, Egito, África Central, Serra Leoa, Gabão, Senegal, Costa do Marfim, Camarões, Etiópia, Quénia, Somália e Burkina Faso) e Ásia (Malásia, Índia, Paquistão, Filipinas, Tailândia, Vietnã, Camboja, Índia, Indonésia) e Oceania (Micronésia, Polinésia Francesa, Nova Caledônia/França e Ilhas Cook). 
Casos importados de Zika vírus foram descritos no Canadá, Alemanha, Itália, Japão, Estados Unidos e Austrália. O Brasil está entre os países que apresentaram circulação autóctone (natural do lugar em que se encontra) em 2015, juntamente com outros países da América do Sul (Paraguai, Colômbia e Suriname) e Central (Guatemala).


- Quais exames estão sendo realizados nas crianças e nas gestantes dos estados  que já notificaram o Ministério da Saúde?
A partir dos casos identificados em Pernambuco, estão sendo realizadas investigações epidemiológicas de campo, tais como: revisão de prontuários e outros registros de atendimento médico da gestante e do recém-nascido.
Também estão sendo feitas entrevistas com as mães por meio de questionário. Os casos seguem para investigação laboratorial e exames de imagem como a tomografia computadorizada de crânio.

- Qual período da gestação é mais suscetível à ação do vírus?
Pelo relatado dos casos até o momento, as gestantes cujos bebês desenvolveram a microcefalia tiveram sintomas do vírus Zika no primeiro trimestre da gravidez. Mas o cuidado para não entrar em contato com o mosquito Aedes aegypti é para todo o período da gestação.

- Neste momento, qual é a recomendação do Ministério da Saúde para as gestantes?
Neste momento, o Ministério da Saúde reforça às gestantes que não usem medicamentos não prescritos pelos profissionais de saúde e que façam um pré-natal qualificado e todos os exames previstos nesta fase, além de relatarem aos profissionais de saúde qualquer alteração que perceberem durante a gestação. Também é importante que elas reforcem as medidas de prevenção ao mosquito Aedes aegypti, com o uso de repelentes indicados para o período de gestação, uso de roupas de manga comprida e todas as outras medidas para evitar o contato com mosquitos, além de evitar o acúmulo de água parada em casa ou no trabalho.
Independente do destino ou motivo, toda grávida deve consultar o seu médico antes de viajar.

- Neste momento, qual é a recomendação do Ministério da Saúde para gestores e profissionais de saúde?

É importante que os profissionais de saúde estejam atentos à avaliação cuidadosa do perímetro cerebral e à idade gestacional, assim como à notificação de casos suspeitos de microcefalia no registro de nascimento no Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (SINASC). Por ser uma fonte de contato direto com a população, os profissionais também devem reforçar o alerta sobre os cuidados para evitar a proliferação do mosquito dadengue, e orientar as gestantes sobre as medidas individuais de proteção contra o Aedes aegypti. Além da notificação no Sinasc, o Ministério da Saúde enviou orientação para que seja feito o registro em uma ficha específica, adotada de maneira excepcional, que trás mais detalhes dos casos que serão investigados.

Fonte: Ministério da Saúde

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Comissão do Senado aprova liberação de cassinos, jogo do bicho e bingos.


 Diante da situação de penúria do governo federal, que enfrenta uma grave crise político-econômica e prevê déficit fiscal de quase 120 bilhões de reais neste ano, a Comissão Especial do Desenvolvimento Regional do Senado aprovou nesta quarta-feira projeto que pode dar um alívio de caixa ao Erário ao liberar a exploração de jogos de azar, autorizar o funcionamento de bingos e estabelecer a construção de 35 cassinos no país. Pela proposta, políticos estão proibidos de explorar jogos.

Em meio à falta de recursos, o governo Dilma Rousseff deu uma guinada no tradicional discurso petista e passou a endossar a proposta no Congresso. Em dezembro de 2010, no mandato do padrinho político de Dilma, Luiz Inácio Lula da Silva, a equipe econômica se opôs frontalmente à liberação de jogos de azar por considerar que o funcionamento de casas de bingo, por exemplo, abriria caminho para operações de lavagem de dinheiro, sonegação fiscal e caixa 2. Agora, com estimativas de arrecadar de 15 bilhões de reais a 20 bilhões de reais por ano, o Palácio do Planalto atua diretamente para aprovar a proposta, que ainda precisa ser submetida a um turno suplementar na própria comissão e depois ser remetida à Câmara dos Deputados. O discurso do governo é o de que apostas clandestinas movimentem 18 bilhões de reais por ano e de que dos 173 países que integram as Nações Unidas, em 75% deles o jogo é legal.

Regras - Pelo texto aprovado na comissão, na arrecadação do jogo do bicho, o mínimo de 50% deve ir para premiação. Em vídeos-loteria, 70% dos recursos seriam destinados à premiação. No caso de cassinos, a proposta prevê que eles só poderão ser instalados em resorts ou grandes complexos de lazer, sendo que caberá ao Executivo decidir quais locais poderão receber esse tipo de casa de jogo e avaliar critérios como existência de patrimônio turístico a ser valorizado e a carência de alternativas para o desenvolvimento econômico e social da região. Os cassinos terão concessão de 30 anos.


Ainda segundo as regras aprovadas pelos senadores, empresas autorizadas a explorar jogos em cassinos não podem ter benefícios fiscais nem receber empréstimos ou financiamentos de financeiras estatais. Na divisão de casas de bingo pelo país, a ideia é que haja uma casa de bingo a cada 250.000 habitantes.

Senado aprova emenda para troca de partido.



O Senado aprovou na quarta-feira uma emenda à Constituição que abre um período de 30 dias para que deputados federais e estaduais e vereadores possam trocar de partido sem perderem seus mandatos. No primeiro turno, foram 63 votos favoráveis e nenhum contrário, e no segundo turno foram 61 votos a favor e também nenhum contrário. Segundo a emenda, o partido que perder um integrante não será prejudicado em relação ao cálculo para a distribuição dos recursos do Fundo Partidário e nem para o acesso ao tempo de rádio e TV.

De acordo com a proposta, a janela será aberta imediatamente após a promulgação da emenda pelo Congresso. O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), informou que consultará os parlamentares sobre a melhor data para colocar a proposta em vigor mas senadores avaliam que isso só deve acontecer no ano que vem, após o recesso parlamentar.

O texto determina que as regras valerão para quem for detentor de mandato eletivo. No entanto, na prática, senadores, prefeitos, governadores e presidentes da República não precisarão utilizar as novas normas porque o STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu no fim de maio que a regra da fidelidade partidária não se aplica ao grupo. Os eleitos para este cargo podem trocar de partido sem terem seus mandatos cassados.

Durante a discussão da proposta em plenário, senadores citaram como exemplo a criação do Partido da Mulher Brasileira, que, de acordo com alguns deles, causou uma deformação no sistema partidário. O partido ofereceu um repasse aos diretórios regionais, que os congressistas irão comandar, de 50% do dinheiro do fundo partidário que a sigla terá direito devido à votação de 2014. (Folhapress)

Hospital Dom Moura atualiza procedimentos para Dengue, Chikungunya e Zika Vírus


O Hospital Regional Dom Moura, através dos setores de Vigilância Epidemiológica, Residência Multiprofissional e do Núcleo de Educação Permanente, vem informando seus profissionais sobre o aumento do número de casos de microcefalia no estado, e da necessidade de vigilância desses casos. As atualização têm sido feitas com a divulgação de notas técnicas e protocolos estabelecidos pela Secretaria Estadual de Saúde.

Segundo o gestor do Hospital Dom Moura, Dr. Luiz Melo, a atualização constante das informações visam oferecer maior agilidade no repasse aos órgãos estaduais. "Buscamos fornecer aos profissionais da unidade as condições necessárias para o eficaz atendimento nos casos de dengue, chikungunya e zika vírus, cujos estudos estão mostrando a ligação com a microcefalia, e outras doenças neurológicas." afirma o gestor.

Além do repasse sistemático de informações, o HRDM iniciou encontros com os profissionais, para esclarecimentos e padronizações de atendimento, agilizando o serviço à população e o controle perante a Secretaria de Saúde de Pernambuco.


Para saber mais:
HOSPITAL REGIONAL DOM MOURA
Diretor: Dr. Luís R. Melo (87) 3761.8101

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Bombeiros capturam raposa em terreno de hospital em Bom Conselho.





Na manhã desta quarta-feira (09), o corpo de bombeiros de Bom Conselho capturou uma raposa que encontrava-se no terreno do hospital municipal Monsenhor Alfredo Dâmaso. 

Veículo abandonado em Bom Conselho é roubado.


O veiculo Ford/Fusion, que encontrava-se estacionado/abandonado em frente ao parque de lazer José Feliciano, a mais de uma semana, divulgado por nossa reportagem no dia de ontem, veja aqui, após investigação da polícia militar, onde averiguaram os dados junto ao sistema SINESP, constava registro de roubo, o veículo encontra-se com placa KIL-6516, adulterada, a placa correta é NMA-3366.

O veículo não foi ainda removido do local por falta de meios necessários.

Informações da Policia Militar

Lactalis antiga BRF/Perdigão emite nota sobre operação “Longa Vida” da Polícia Federal.



Após contato da central de jornalismo da rádio Papacaça, junto a industria Lactalis na cidade de Bom Conselho, sobre a operação “Longa Vida”, onde policiais federais estiveram na empresa localizada na cidade de Bom Conselho, a sua assessoria de imprensa, através de “Amanda Assad” emitiu a seguinte nota ateavés de e-mail o qual reproduzimos na íntegra:

“A Lactalis do Brasil informa que colaborou com a operação “Longa Vida”, realizada pela Polícia Federal em quatro municípios da região do Agreste de Pernambucano – onde estão localizadas diversas fábricas de produtos lácteos, entre elas uma de suas unidades industriais. Até o momento, a Polícia Federal não emitiu qualquer parecer conclusivo sobre a ação. A empresa seguirá contribuindo como for possível e reforça que a qualidade dos produtos é uma exigência indiscutível e, por isso, segue rigorosamente o que a legislação brasileira estipulada para o setor, adotando procedimentos de alto padrão que certificam a qualidade de nossos produtos.

Atenciosamente,
Amanda Assad”

Abertas inscrições para Cursos de Pós-Graduação na UPE Campus Garanhuns


Tiveram início as inscrições para 13 cursos de Pós-graduação, lato sensu, oferecidos no campus de Garanhuns da Universidade de Pernambuco (UPE). Os interessados devem se inscrever na Secretaria de Pós-graduação da unidade, no horário das 8h às 16h, até o dia 22 de janeiro de 2016.

O processo seletivo será realizado de 19 a 20 de fevereiro e o resultado será divulgado no dia 24/02/2016. O início das aulas está previsto para 19 de março.

Mais informações através do telefone: (87) 3761-8220.

Veja a relação dos curso:

- Educação do Campo e do Meio-Ambiente
- Ensino de Biologia
- Ensino de Física
- Ensino de Geografia
- Ensino da Língua Portuguesa e suas Literaturas
- Ensino de Matemática
- Gestão Ambiental
- Gestão Escolar e Coordenação Pedagógica
- Libras
- Psicopedagogia
- Saberes da Profissionalidade Docente do Ensino Infantil
- Saúde Mental e Intervenção Psicossocial
- Saúde Pública


*Informações da imprensa da Universidade de Pernambuco
Acesse: www.upe.br

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Veículo Ford/Fusion, deixa em alerta PM em Bom Conselho.


  

Um veículo Ford/Fusion, placa do Recife, KIL 6516, prata, ano 2010, encontra-se a mais de uma semana estacionado em frente ao parque de lazer José Feliciano, conhecido por Beira Rio.

Policiais militares estiveram no local e estão investigando o veículo, que até o momento não consta nenhuma ocorrência de roubo.

O Fusion possui fechadura eletrônica, e está totalmente empoeirado.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Matrículas da rede estadual de ensino serão realizadas exclusivamente via internet.




A Agência de Tecnologia da Informação do Estado (ATI) prestou apoio técnico à Secretaria de Educação de Pernambuco para a construção do desenho de infraestrutura que viabilizou o serviço online da Matrícula 2016 da rede estadual de ensino. A novidade desta edição é que a atividade está sendo feita exclusivamente pela internet. A implantação do sistema (cluster) possibilitou o suporte de acesso simultâneo dos servidores. Apenas na primeira hora, mil e oito matrículas foram realizadas pelo sistema online.

Para o Gerente de Infraestrutura e Serviços Compartilhados de TIC, Ariano Neves, a experiência da ATI em demanda de acesso ajudou na instalação do sistema (cluster) utilizado. "Realizamos uma consultoria, mas trabalhamos desde a implantação do serviço até sua instalação", garantiu. A ATI é responsável pelo serviço que oferece recursos de processamento e armazenamento de dados (datacenter) do estado de Pernambuco.

Desde a Matrícula 2010, iniciada em 2009, o sistema online para matrícula é disponibilizado, no entanto, havia também a possibilidade de realizar a inscrição por telefone. A Secretaria de Educação percebeu o crescimento na utilização do sistema online para realização da matrícula em detrimento do call center e buscou o apoio da Agência de Tecnologia da Informação de Pernambuco (ATI) para a construção do desenho de infraestrutura que seria mais apropriado para suportar o acesso simultâneo ao sistema. Das 37.100 matrículas realizadas para o ano de 2015, 30.613 foram online, representando, assim, aproximadamente, 83% do total de atividades.

As Matrículas para o ensino público estadual do ano de 2016 estão sendo realizadas em duas fases: a primeira segue até 18 de dezembro de 2015. A segunda será de 20 a 26 de janeiro de 2016. Mais informações pelo 0800 286 0086, das 7h às 21h, de segunda a sábado, no mês de dezembro; e, em janeiro, de 8h às 20h, de segunda a sexta-feira.