Páginas

sábado, 12 de julho de 2014

Brasil vendeu a Copa? Teorias se espalham pela web

Autor das supostas denúncias também revelou venda da Copa de 1998


Fonte:
Revista Veja.

A histórica goleada da Alemanha sobre a seleção brasileira na semifinal da Copa do Mundo gerou comoção nas redes sociais nos últimos dois dias. Rapidamente, teorias da conspiração para justificar a maior derrota da história do futebol brasileiro se espalharam. A mais popular delas afirma que o Brasil vendeu a Copa para a Fifa em troca do título olímpico em 2016 e de um novo Mundial no país até 2030. A denúncia se assemelha à célebre carta que acusava a venda da Copa de 1998 à França. Na época, o escândalo foi discutido na CPI da CBF/Nike e até o atacante Ronaldo foi convocado a depor, para explicar a convulsão que teve horas antes da final. 

Vários e-mails atualmente "denunciam" a venda desta Copa nas redes sociais. Os textos apresentam detalhes distintos, mas quase todos partem do mesmo autor: Gunther Schweitzer, o mesmo homem que denunciou a venda da Copa de 1998. Em alguns textos, Schweitzer é apresentado como diretor de jornalismo dos canais ESPN. Em outros, o nome aparece com o mesmo suposto cargo de 16 anos atrás: diretor da Rede Globo.

Além da troca de favores entre Brasil e Fifa, outra teoria da conspiração foi levantada nos últimos dias: a de que Neymar não teria efetivamente se lesionado na partida contra a Colômbia. Sites brasileiros e colombianos divulgaram imagens da chegada do atleta ao hospital de Fortaleza. Nelas, o paciente aparece com o rosto coberto e sem as tatuagens que o atacante possui no braço direito. Houve ainda quem adaptasse a história e afirmasse que Neymar simulou a lesão, pois foi o único que não concordou em vender a Copa à Fifa.

Abaixo, a reprodução de uma "denúncia" que circula pelas redes sociais:

“Fato comprovado:
O Brasil VENDEU a copa do mundo para a FIFA. Os jogadores titulares brasileiros foram avisados, às 13:00 do dia 08 de Julho (dia da semifinal), em uma reunião envolvendo o Sr. José Maria Marin (na única vez que o presidente da CBF compareceu a uma preleção da seleção), o Técnico Luiz Felipe Scolari, o Sr. Marco Polo Del Nero (Presidente Eleito da CBF), e o Sr. Ronald Rhovald, representante da patrocinadora Nike. Os jogadores reservas permaneceram em isolamento, em seus quartos ou no lobby do hotel.
A princípio muito contrariados, os jogadores se recusaram a trocar a vaga na final pelo titulo Olímpico em 2016 (único torneio que o Brasil ainda não venceu) e a promessa de uma nova Copa até 2030 no Brasil. A aceitação veio através do pagamento total dos prêmios, US$700.000,00 para cada jogador, mais um bônus de US$400.000,00 para todos os jogadores e integrantes da comissão, através da empresa Nike.
Além disso, os jogadores que aceitarem o contrato com a empresa Nike nos próximos 4 anos terão as mesmas bases de prêmios que os jogadores de elite da empresa, como Ibrahimovic, Wayne Rooney, Andrés Iniesta e Frank Ribery.
Mesmo assim, David Luiz se recusou a jogar, mas mudou de opinião em seguida, depois de uma longa reunião com Carlos Alberto Parreira e Flávio Murtosa, aonde receberam uma ligação de um representante da Nike que ameaçou retirar seu patrocínio recém-renovado e um dos maiores da empresa.
Assim, combinou-se que o Brasil seria derrotado durante a prorrogação, porém a apatia que se abateu sobre os jogadores titulares fez com que a Alemanha, que absolutamente não participou desta negociação, marcasse, em duas falhas simples do time brasileiro, os primeiros gols.
O Sr. Joseph Blatter, presidente da FIFA, cidadão franco-suíço, aplaudiu a colaboração da equipe brasileira, uma vez que o campeonato mundial não é vencido pela Alemanha desde 1990 e o mesmo é tratado como o complemento ideal para confirmar a soberania do país na Europa como potência econômica e esportiva, além de ser a única federação que fazia oposição a presidência do Sr Blatter.
Garantiu, também, ao Sr. José Maria Marin, através de seu sucessor, Marco Polo Del Nero e do Secretário Geral da FIFA, Sr Jeromé Valcke, que o Brasil teria seu caminho facilitado para o hexacampeonato de 2018.
Gunther Schweitzer

Diretor de Jornalismo dos Canais ESPN"

Escolas têm até 4 de agosto para aderir ao Programa Mais Educação


Escolas públicas de todo o país têm até o dia 4 de agosto para aderir ao Programa Mais Educação, que oferece recursos para a oferta de educação integral. O prazo, que terminaria no dia 30 de junho, foi estendido pelo Ministério da Educação. Atualmente, 49 mil escolas participam do programa, e a meta é chegar a 60 mil.

A oferta de educação integral está também no Plano Nacional de Educação (PNE), que estabele metas para o setor nos próximos dez anos. Segundo o plano, a educação integral, que atualmente chega a aproximadamente 30% das escolas públicas, deve atingir 50% das escolas, pelo menos. Além do programa federal, alguns estados e municípios oferecem os próprios programas.

Pelo Mais Educação, as escolas são selecionadas com base em critérios como baixo índice de desenvolvimento da educação básica (Ideb); escolas que têm entre seus estudantes, em sua maioria, filhos de famílias do Bolsa Família e escolas em regiões de vulnerabilidade social. A liberação de recursos financeiros é feita por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola, e a adesão é pela internet.

As escolas escolhem até cinco atividades nos macrocampos do programa, entre eles: acompanhamento pedagógico (obrigatório), educação ambiental, esporte e lazer, direitos humanos em educação, cultura e artes, cultura digital, promoção da saúde, comunicação e uso de mídias, investigação no campo das ciências da natureza e educação econômica.


A jornada da educação integral deve ser, no mínimo, de sete horas diárias ou 35 horas semanais. Durante o período em que estão na escola, os estudantes recebem três refeições.

Quem compareceu ao estádio na abertura da Copa era elite branca, diz Dilma.

 Em entrevista à Globonews, a presidente defendeu a política econômica do governo e sugeriu uma reformulação na base do futebol brasileiro após o término da Copa do Mundo


A presidente Dilma Rousseff afirmou, em entrevista exibida na noite desta sexta-feira (11/9) pela Globonews, que os torcedores que estavam no Estádio Itaquerão, em São Paulo, na partida de abertura da Copa do Mundo, eram predominantemente da “elite branca”. Durante o jogo entre Brasil e Croácia, Dilma foi xingada. Na entrevista à jornalista Renata Lo Prete, Dilma defendeu a política econômica de seu governo e sugeriu uma reformulação na base do futebol brasileiro após o término da Copa do Mundo.

“O ministro Gilberto (Carvalho, da Secretaria Geral da Presidência) disse que essa questão da chamada elite branca, que não fomos nós que inventamos o nome, tinha vazado para alguns segmentos. É opinião dele. Não há porque falar que não, é um absurdo, mas quem compareceu aos estádios, não podemos deixar de considerar, foi predominantemente quem tinha poder aquisitivo para pagar o preço dos ingressos da Fifa, e aí predominantemente uma elite branca. Em alguns casos devia ter 90%, em outros 80%, 75%, mas era dominantemente elite branca”, disse Dilma.

A presidente aproveitou para elogiar a organização da Copa do Mundo. Segundo ela, ouviu-se muito dizer que “o Brasil era incapaz de fazer uma Copa”, mas, na avaliação da petista, o país conseguiu fazer estádios, infraestrutura e uma polícia federativa eficiente. “O exemplo maior do pessimismo era dizer que a Copa seria um caos”, afirmou. Ela lembrou ainda que, desde janeiro, havia menções de que o país teria uma apagão de energia. “Eu sempre disse que não vamos ter (apagão) antes nem durante nem depois da Copa.”

Dilma comentou ainda que o grande aprendizado da derrota do Brasil por 7 a 1 para Alemanha na semifinal da Copa é a consciência de que não é mais possível que o futebol brasileiro exporte tão cedo os talentos. “Não acho correto que os nossos craques saiam cedo desse país, sejam formados em escolas estrangeiras”, frisou. Para ela, é preciso criar o chamado esporte de base.

Questionada sobre o risco de alguns estádios construídos no Brasil se tornarem “elefante branco”, ela foi enfática. “Só existe esse risco se nós não reformarmos o futebol brasileiro.”



Brasil: Estagnação sem futuro.



O governo baixou nos últimos dias o que parece ser uma derradeira compilação de medidas de estímulo econômico, paliativos de curto prazo que se destinam a evitar acidentes maiores na rota de declínio cada vez mais pronunciado.

Encerram-se assim quase quatro anos de agitação infrutífera, de ativismo que não deu rumo salutar à economia. Um pacote de remendos costurados em uma medida provisória resume a obra desta administração: uma crise latente disfarçada, de modo a evitar estremecimento maior até o ano que vem.

Mais desalentador, o crescimento definha enquanto outros indicadores apontam esgotamento da capacidade de o país avançar.

As estimativas de aumento do PIB para este ano encolhem para 1%, no melhor dos casos. A inflação, por sua vez, flutua em torno de 6,5%, sinal tanto de excesso de gastos públicos e privados como de descrédito quanto à desaceleração dos preços.
O deficit externo não baixa do nível desconfortável de 3,6% do PIB, o maior em 12 anos. Trata-se de outro indicador de demanda excessiva que pode ser financiada no exterior, mas até certo ponto. O país atingiu ou está perto de atingir o limite de gastos dessa natureza.

O deficit público –o excesso de gastos do governo em relação a sua receita– está no patamar mais alto em cinco anos.

Verdade que o desemprego decresceu de modo significativo, estabilizando-se em níveis historicamente baixos. Mas é uma economia de diminuta produtividade. Próxima do pleno emprego, ocupando a oferta de trabalho disponível, não produz mais: não cresce.

Em resumo, trata-se de uma economia com limitações evidentes de se expandir no curto prazo e que, ademais, dissipa energia sem progresso, em desequilíbrio constante.

Seria compreensível e aceitável, quando não inevitável, um crescimento pequeno devido a correções cíclicas, a um programa de reformas difíceis ou ao impacto de um desarranjo mundial.
Infelizmente, as providências necessárias a fim de administrar tais situações têm seu custo. Mas, se levadas a bom termo, carreiam bônus, a oportunidade de retomada, ao menos de entrada em um novo ciclo ascendente.


Não há propósito nem sentido na presente desaceleração, entretanto. A economia quase estagnada chegará a 2015 ainda com uma carga de problemas para descartar, o que custará, no mínimo, mais aquele ano de crescimento. 

Fonte:
Editorial do Estadão.

Faltam poucos metros para açude da Nação sangrar.

Após estouro e reconstrução, açude da Nação encontra-se cheio e faltando poucos metros para sangrar. 

Julho/2014
Devido a chuvas fortes caídas no mês de junho de 2010, o açude da Nação teve o rompimento do seu paredão no dia 18.06. daquele ano. No final de 2012, teve início a reconstrução do seu paredão, sendo inaugurado no dia 13 de março deste ano (2014).

No mês de março do ano em curso, estivemos no açude da Nação, onde registramos a situação caótica em que encontrava-se, praticamente seco, em virtude da estiagem de afetou não somente o município de Bom Conselho, mas todo o Nordeste.

Açude seco. Março/2014.

Passados apenas 04 meses o açude recebeu grande quantidade de água em virtude das chuvas caídas na região e atualmente encontra-se cheio, faltando poucos metros para começar a sangrar, lavando pela primeira vez o seu paredão de concreto.

Paredão do açude, faltando poucos metros pra sangrar. Julho/2014.

Vista panorâmica do paredão do açude. Julho/2014.

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Loja Encantos entra em reforma.



A loja Encantos, que tem como proprietária a presidente do CDL-Bom Consellho, Katiuscia Araújo, está em reforma para melhor servir aos seus clientes.

No dia de hoje foi interditado a frente da loja por motivos de segurança, dentre em breve, você poderá conferir o novo layout da "Encantos".

Encantos, um encanto de loja.

Operação policial apreende menores em Bom Conselho, Correntes e Lagoa do Ouro.



Nesta quinta-feira (10), o efetivo policial da 3ª Companhia (Bom Conselho) realizou operação policial na cidade de Bom Conselho, cujo resultado foi a apreensão de um menor (15 anos) que estava conduzindo motocicleta (Moto Honda CG 125 Titam, vermelha). O condutor, o representante legal e a motocicleta foram entregues na Delegacia para as providências cabíveis.

No mesmo dia (10) houve outra operação policial na cidade de Lagoa do Ouro cujo resultado foi a apreensão de um menor (15 anos) que conduzia uma motocicleta (Moto Honda POP 100, preta). O condutor, o responsável legal e a motocicleta foram entregues na Delegacia para as providências cabíveis.

Na mesma data (10) houve mais uma operação policial na cidade de Correntes cujo resultado foi a apreensão de um menor (17 anos) que conduzia uma motocicleta (Moto Honda POP 100, preta). O condutor, o responsável legal e a motocicleta foram entregues na Delegacia para as providências cabíveis.

Operações policiais (com o objetivo de combater qualquer atividade que vá de encontro a lei, tais como tráfico de drogas, armas, veículos roubados, menores dirigindo etc) estão sendo realizadas constantemente nas cinco cidades (Bom Conselho, Terezinha, Brejão, Lagoa do Ouro e Correntes) de responsabilidade da 3ª Companhia, Comandada pelo Capitão Demetrius, bem como nos distritos, em todos os horários, inclusive de madrugada.

A população das cidades de responsabilidade da 3ª Companhia de Polícia Militar está tendo um papel fundamental no combate a criminalidade, com denúncias anônimas.


Todos que tiverem conhecimento de crimes, tais como locais de distribuição de drogas, desmanche de veículos, foragidos da justiça, caça-níqueis etc, podem denunciar através do Blog da 3ª Companhia (http://3cpmbomconselho.blogspot.com.br/) ou através dos telefones constantes no Blog.

Reduzir consumo diário de álcool diminui doença coronária, mostra estudo.



A redução do consumo diário de álcool diminui os riscos de doença coronária, de pressão arterial elevada e ajuda a perder peso, mostra estudo publicado hoje (10) no British Medical Journal.
Ao contrário dos conselhos que muitos médicos dão aos pacientes, de que um copo ou dois de álcool por dia é bom para o coração, a pesquisa vai em sentido oposto e diz que essa medida "passa da marca".

O trabalho foi feito por pesquisadores que se basearam em 50 estudos sobre hábitos de consumo de bebidas alcoólicas e sua relação com a saúde em mais de 260 mil europeus.

Os especialistas deram atenção especial às pessoas que tinham uma variante de um gene chamado ADH1B e correm menos risco de alcoolismo.
O novo estudo apurou que os indivíduos com essa variante genética bebiam 17% menos por semana e tinham 78% menos probabilidade de ir bebendo ao longo do dia. Paralelamente, mostravam um risco 10% mais baixo de doença coronária, além de pressão arterial e índice de massa corporal mais baixo.

"Esses resultados sugerem que a redução do consumo de álcool, mesmo sendo o consumo diário baixo a moderado, é benéfico para a saúde cardíaca", conclui o estudo.

No entanto, o assunto não é consensual, visto que outros especialistas têm alertado para o fato de que os consumidores com a variante genética podem ter outros fatores de saúde que influenciem a diminuição dos riscos causados pela bebida.

Coronel Campos reúne amigos e lideranças para lançamento da sua campanha para Deputado Federal.



No ano de 2008 Garanhuns teve um índice de homicídios altíssimo, que deixou a população do município assustada. Foi quando chegou à cidade para comandar o 9º Batalhão da Polícia Militar o então Major Campos. Por esse tempo começou o Pacto pela Vida, permitindo que a situação mudasse em pouco tempo.

Os resultados foram rápidos, diminuiu a violência na cidade e o deputado Izaías Régis, em 2009, num pronunciamento na Assembleia Legislativa aplaudiu o trabalho da Polícia Civil e da Polícia Militar, citando o nome de Marcos Campos como um dos responsáveis por tirar Garanhuns das manchetes policiais.

O Major Campos, agora Coronel, comandou os batalhões da PM também em Arcoverde, Pesqueira e Caruaru. Trabalhou na área do Polígono da Maconha, no Sertão pernambucano,  com bons resultados. Natural de Bom Conselho, morando atualmente em Garanhuns, o militar é conhecido praticamente em todo o Estado.

Jovem ainda, preparado, tendo feito o curso de Direito e duas pós-graduações, o Coronel Campos resolveu trocar a farda pela militância política. É candidato a deputado federal, pelo PSL, partido liderado no Estado por Luciano Bivar.

Muitos ainda não sabem da candidatura de Campos, mas ele começa a botar “o bloco na rua”.

REUNIÃO - Nesta quinta-feira à noite, no salão de festas do Condomínio Alameda, na entrada de Garanhuns, reuniu um expressivo número de amigos para apresentar suas propostas políticas.

Estavam presentes militares, vereadores empresários, médicos, advogados, desportistas, dentistas, veterinários, professores e profissionais diversos. E durante quase duas horas ouviram com a atenção o que o Coronel Campos tinha a dizer.

O público não era só de Garanhuns não. Veio gente de Pesqueira, Bom Conselho, São Bento do Una, São João, Caruaru e outras cidades do interior. Vereadores como GIL PM, de Garanhuns e Gilmar, de Bom Conselho. E até um ex-prefeito, no caso Ezaú Gomes, de Terezinha.

Dentre os empresários, destaque para Joctan Barros, Augusto e Mário, do MEC, Cirilo da Pinga Nordestina, Acácio (ex-gerente do Pérola), Júnior Barrão e muitos outros.

Até Mourinha do Forró e Mano do Caetano (que trabalha com pesquisas eleitorais) estiveram no encontro realizado no Condomínio Alameda.

Por sinal o coronel mora neste conjunto residencial. Sua esposa trabalha no Ministério Público em Garanhuns e sua filha adolescente é aluna do Colégio XV de Novembro.

Campos é um militar que fala com desenvoltura, demonstra conhecimento das coisas em geral e revela estar por dentro da realidade de Garanhuns e do Agreste Meridional.

Deixou claro, na conversa com os amigos, que sua campanha não será amadora e está tudo planejado, estruturado. Pretende compensar os poucos recursos, em relação a outros candidatos, com o trabalho de “formiguinha” dos seus amigos e companheiros espalhados por todo o Estado.

O coronel está mesmo de olho em Brasília por isso já elaborou algumas propostas de governo, procurando inovar, sair da mesmice.

Defende ajustes na Lei de Responsabilidade Fiscal e nos processos de Licitação das Prefeituras. Segundo ele, prefeituras como a de Bom Conselho, Garanhuns, Recife e São Paulo não podem ter o mesmo tratamento, ser submetidas a mesma Lei.

Campos quer uma patrulha rural da PM em cada lugar com mais de 5 mil habitantes. Defende o imposto único e a isenção de IPI e ICMS para aquisição de veículos por professores e policiais.

O candidato propõe uma lei de equivalência do seguro obrigatório entre motos e veículos de quatro rodas. “Não dá para aceitar que uma pessoa com uma moto no valor de R$ 2.500,00 pague mais de 200 reais de seguro e outro com um automóvel caro gaste pouco mais de 100 reais com o seguro”, argumenta.

Preocupado com os militares, que arriscam suas vidas diariamente, anunciou que se chegar ao Congresso vai apresentar proposta para que o seguro de vida do policial seja de R$ 500 mil.

TURISMO - O coronel Campos acha que Garanhuns precisa aproveitar mais seu potencial turístico. A seu ver a cidade tem poucos atrativos para os visitantes. Pretende lutar pela construção do teleférico da cidade, numa ligação de Heliópolis ao Centro Cultural. Seria um complexo que inclui a construção de um elevador panorâmico nas proximidades da GRE e a instalação também nas proximidades da Praça Tavares Correia de um museu de Dominguinhos e um museu do presidente Lula. “Tudo isso é viável, não é sonho. E com isso teríamos turismo de verdade em Garanhuns”, assegura.

Já em campanha, o candidato do PSL pretende fazer reuniões como a de Garanhuns em diversos municípios polos de Pernambuco, como Arcoverde, Caruaru, Araripina e Pesqueira.

O coronel Marcos Campos está animado. Filho de Bom Conselho, morador de Garanhuns, já recebeu títulos de cidadão em Caruaru e Pesqueira. A partir destas quatro cidades pretende irradiar sua mensagem para todos os municípios e regiões de Pernambuco. O militar está convencido de que é possível chegar lá.

Na próxima semana, na abertura do Festival de Inverno, vai estar com sua tropa na rua. Não só de militares, é claro. Também de empresários, médicos, advogados, professores e profissionais diversos que estão ao seu lado.


Estarão todos de branco, a cor da paz. Essa é uma das bandeiras do coronel Campos.

Fonte: Roberto Almeida.










Grupo que monitora setor elétrico descarta racionamento e apagão.


O Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico que o risco de déficit  de energia é zero para as regiões Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste. Após reunião nesta tarde, o grupo, formado por integrantes de órgãos oficiais do setor elétrico, disse que foram observadas chuvas acima da média em junho nas principais bacias de rios do Sudeste, e houve melhoria nas condições de suprimento de energia do Sistema Elétrico Nacional. 

Em nota divulgada no mês passado, o comitê informou que havia risco de déficit de energia em torno de 2,5% para as regiões Sudeste e Centro-Oeste. Segundo o comitê, a capacidade de geração e transmissão de energia continua sendo ampliada este ano com a entrada em operação de usinas, linhas e subestações em fase de conclusão. “Embora as principais bacias hidrográficas onde se situam os reservatórios das regiões Sudeste e Centro-Oeste e Nordeste tenham enfrentado situação climática desfavorável no período úmido deste ano, o Sistema Interligado Nacional dispõe das condições para o abastecimento do país”, diz a nota.

O comunicado acrescenta que o aumento de temperatura do Oceano Pacífico e os ventos observados nesse período indicam o estabelecimento do fenômeno El Niño, de intensidade moderada, o que implica continuidade das chuvas da Região Sul com valores normais ou superiores à média histórica.

As análises de desempenho feitas pelo comitê também apontaram para o risco de 4% de déficit de energia no ano que vem nas regiões Sudeste/Centro-Oeste e de 0,4% na Região Nordeste. Os números estão dentro dos índices previstos no setor, que considera déficit de até 5%. 


Teste de vacina contra a dengue mostra eficácia de 88% em casos hemorrágicos.



A revista científica inglesa The Lancet publicou um dos resultados da fase final de uma pesquisa de vacina contra a dengue, que apresentou eficácia de 88% contra o tipo hemorrágico da doença, considerado o mais grave. Desenvolvida pelo laboratório Sanofi, a vacina deve proteger os imunizados contra os quatro tipos da doença. A pesquisa também mostrou redução dos riscos de hospitalizações por dengue em 67%  dos casos.

A previsão é que o estudo seja concluído até o final do ano. Depois disso, a vacina deverá passar pela avaliação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, para só então ter a aprovação concedida ou não para disponibilização no país. O processo pode levar cerca de um ano.

Os resultados tiveram com base dados da pesquisa em cinco países da Ásia. Para os quatro tipos da doença, a vacina mostrou eficácia em 56% dos casos depois de três doses, percentual que ultrapassa a meta de redução de mortalidade por dengue estabelecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que é de 50% até 2020.


Para a gerente do departamento médico da Sanofi, Sheila Homsani, o mais importante, além da redução global da doença, é a eficácia da vacina contra a forma mais grave da dengue. “Será um impacto social muito grande conseguir a redução dos casos graves, que são os que levam à hospitalização e à morte”, avaliou.

quinta-feira, 10 de julho de 2014

Muriçocas atacam Bom Conselho.





Nesta Copa do mundo o Brasil foi invadido por torcedores e turistas do mundo inteiro que vieram torcer e conhecer as maravilhas do Brasil. Em Bom Conselho o que está havendo é uma verdadeira invasão de muriçocas, a população já não aguenta mais e tem reclamado bastante.

O pior é que estes insetos transmitem doenças, uma das piores é a Dengue, transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti. Inclusive temos informações de exames realizados em laboratório nos quais foram identificados casos de Dengue em moradores da cidade.   


Fica aqui o alerta para os órgãos competentes tomarem uma providência enquanto há tempo.

Animal solto na PE-218 provoca acidente em Bom Conselho.


Local do acidente - PE-218, Km 43.  

Leonildo da Silva Peixoto, de 33 anos, foi vítima na noite de ontem (09.07) de um acidente de trânsito provocado por animal solto na PE-218, Km 43, próximo ao entroncamento de acesso à cidade de Bom Conselho pela Rua Manoel Bandeira.

O Acidente.


Leonildo trafegava por volta das 20 horas, com uma moto Honda CG-125, na PE-218 com destino a cidade de Bom Conselho, após cruzar com um caminhão em frente a sub-estação da Celpe deparou-se com um cavalo solto na pista, não havendo possibilidade de desviar bateu no animal e perdeu os sentidos. Foi acionada a ambulância do SAMU, que realizou o socorro e conduziu a vítima para o hospital Monsenhor Alfredo Dâmasso.

Dilabom Informa: Especialista recomenda atenção aos sintomas da chikungunya.



Parecida com a dengue e com o mesmo vetor da doença que virou problema de saúde pública no Brasil, a febre chikungunya chegou ao país principalmente por militares e missionários brasileiros que voltaram de missão no Haiti. A especialista do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, Jois Ortega, diz que as pessoas não devem ficar alarmadas com a doença, mas sim atentas.

Febre, dores nas articulações, mal-estar, sintomas já conhecidos por muitos brasileiros, também fazem parte da infecção pelo vírus causador da febre. Segundo Jois, as dores nas articulações costumam ser mais intensas na febre chikugunya, mas normalmente a doença é mais branda do que a dengue. Desde o começo do ano foram confirmados 20 casos de chikungunya, todos com origem fora do país.

Segundo a infectologista, o Brasil tem condições de fazer o diagnóstico laboratorial da doença e está atento à sua entrada. “É importante que as pessoas procurem o médico se sentirem os sintomas depois de uma viagem. É importante também que o médico pergunte se o paciente saiu do país. A circulação da chikungunya no Brasil ainda pode ser barrada, mas é preciso muita atenção”.
A doença é causada por um vírus do gênero Alphavirus e transmitida por mosquitos do gênero Aedes, sendo o Aedes aegypti, transmissor da dengue, e o Aedes albopictus os principais vetores. Passados os sintomas, o paciente deixa de transmitir a doença para os vetores.

Segundo a Organização Pan-Americana da Saúde, é raro um paciente morrer em decorrência da doença. A mortalidade é menos frequente que nos casos de dengue. O tratamento é feito para combater os sintomas.

Desde 2004, o vírus foi identificado em 19 países. Porém, só no fim de 2013 foi registrada a transmissão dentro de países mais próximos do Brasil, como os do Caribe, e em março de 2014, na República Dominicana. Até então, só a África e a Ásia tinham a circulação do vírus.

Em 2010, o Brasil registrou três casos importados da doença, e o Ministério da Saúde passou a acompanhar a situação do vírus causador da febre chikungunya, orientando as secretarias de Saúde sobre o diagnóstico.


quarta-feira, 9 de julho de 2014

Julio Lóssio recebe alta hospitalar.



O prefeito de Petrolina, Julio Lóssio (PMDB), recebeu alta hospitalar nesta quarta-feira (9). Ele passou por uma cirurgia de quase 12 horas, no Hospital da Beneficiência Portuguesa, em São Paulo, na última quinta-feira (3), para a retirada de um coágulo na cabeça, originado em decorrência de um Acidente Vascular Cerebral (AVC). 


De acordo com a primeira-dama, Andrea Lóssio, a partir da alta, Lóssio será acompanhado por uma equipe multidisciplinar, composta por neurologistas, cardiologistas, radiologistas, fisioterapeutas e fonoaudiólogos. "Eles iniciarão agora a batalha pelo restabelecimento clínico do nosso Julio", afirmou. O prefeito permanecerá em São Paulo e o tempo de recuperação, de acordo com os médicos, será de 60 dias.

No último dia 23, Julio Lóssio passou mal em Petrolina, sentindo fortes dores de cabeça. Ele foi internado no hospital da cidade, mas dois dias depois foi transferido para São Paulo para a realização de mais exames, que constataram o AVC e a necessidade de um procedimento cirúrgico, realizado na semana passada.

Criação de polícia única d fim da polícia civil e militar é tema de enquete na Câmara Federal.


Por: FenaPRF

Desde o início desta semana, a Câmara dos Deputados deu início a uma nova enquete – quer saber se os internautas são a favor ou contra o fim das polícias civil e militar e sua substituição por uma organização policial civil única.

Em análise na Casa, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 430/09 atribui à União legislar sobre essa nova estrutura (polícia estadual), mas a corporação permanecerá subordinada aos governadores de estado e do Distrito Federal.

O autor da medida, ex-deputado Celso Russomanno, ressalta que não se trata de unificação das corporações atuais, mas da criação um polícia nova, “desmilitarizada e condizente com o trato para com o cidadão”. Russomanno destaca ainda que o comando policial será unificado em cada estado.

Problemas atuais:

Para o ex-deputado, a estrutura única facilita a gestão e a implementação de políticas nacionais de segurança pública. Na forma atual, segundo ressalta, “ocorre sobreposição de atuação, duplicidade de estrutura física e uma verdadeira desorganização no que concerne ao emprego da força de cada uma das instituições”.

Entre os muitos problemas do modelo vigente, Russomanno também cita a dissonância das polícias, por falta de comunicação e comando único, e os “constantes conflitos entre as polícias”. Ele afirma que esses atritos “impedem o avanço da legislação necessária à melhoria dos instrumentos de atuação do Estado contra o crime”.

Bombeiros

A PEC também extingue os corpos de bombeiros militares – a instituição passa a ser totalmente civil. Embora permaneça de competência dos estados, a organização das corporações também será instituída por lei federal, editada pelo Executivo. O autor argumenta que não há necessidade de trato militar em uma atividade eminentemente civil.

Ainda conforme a proposta, as guardas municipais poderão realizar atividades complementares de vigilância ostensiva comunitária. Para isso, no entanto, será necessário convênio com a polícia estadual e coordenação do delegado.

Russomanno reforça também que os integrantes das polícias existentes “não sofrerão nenhum tipo de prejuízo remuneratório ou funcional”. A proposta assegura aos atuais integrantes das polícias – civil e militar – optar por migrar para o novo sistema ou permanecer na carreira vigente. Caso faça a segunda escolha, o projeto assegura paridade remuneratória e igualdade em todos os direitos.
E você? É a favor ou contra a criação de uma polícia civil única?

Participe da enquete.

Fonte: Agência Câmara Notícias

Divulgado resultado do vestibular da UPE - EAD.



A Universidade de Pernambuco (UPE) divulgou a relação dos candidatos classificados no seu vestibular da Educação a Distância (EAD). Ao
todo, foram classificados 785 candidatos. As matrículas acontecem nos próximos dias 15 e 16/07, no horário das 14h às 21h, nos endereços dos polos do curso de opção de ingresso do candidato, conforme edital de matrículas.

Os documentos necessários para a matrícula e outras informações podem ser conferidos no Manual do Candidato, disponível no endereço
eletrônico:http://processodeingresso.upe.pe.gov.br/


Para saber mais:

Direção da UPE Garanhuns –

Prof. Clóvis Gomes S. Jr.  (87) 9647-7722 81 9914 3177 ou 81 9488 40 92
Vice-direção - Prof. Dr. Fabio Rocha Formiga

Será esse o homem que vai derrubar Sepp Blatter?

CEO da Match, associada da FIFA que tem exclusividade de venda de ingressos da Copa, vai ter que abrir o bico

Ray Whelan na delegacia no Rio de Janeiro.
Foto: Conexão Jornalismo



A queda, quase impossível de assimilar, está na expressão perplexa de Ray Whelan. Em apenas alguns minutos, ele despencou do luxuoso Hotel Copacabana, onde desfrutava da companhia agradável dos que mandam no futebol, a um carro de polícia – “Venha por aqui, senhor” – e dali para uma noite em uma cela na 18ª Delegacia de Polícia. Os próximos passos serão um interrogatório, em breve, e quem sabe um julgamento seguido de anos em uma das terríveis prisões brasileiras.

Ray Whelan vai ter que abrir o bico. Ele sabe tudo o que se pode saber sobre a gangue dos ingressos da Copa do Mundo. Ele sabe qual dos dirigentes do futebol recebe as pilhas de ingressos para revender no mercado negro. Ele está no coração desse negócio há quase duas décadas.

E Ray terá que falar sobre a relação íntima entre o presidente da Fifa, Sepp Blatter, e a empresa familiar, controlada pelos irmãos mexicanos Jaime e Enrique Byrom em seu escritório em Manchester, na Inglaterra, que mais uma vez ganharam os contratos para controlar a venda absoluta e exclusiva de todos os 3 milhões de ingressos para os 64 jogos da Copa.

A decisão crucial de quem fica com esse contrato é de Blatter, que gerencia a FIFA desde 1981 – primeiro como secretário geral e a partir de 1998 como presidente. Ele domina o Comitê Executivo e é fartamente recompensado pelo seu trabalho. Tudo que ele decide, eles assinam embaixo. Nos últimos três anos, sete deles tiveram que sair sob denúncias de corrupção. A reputação da FIFA nunca esteve tão suja.

Os irmãos, ambos nos seus 60 anos, recebem as ordens, decidem quem são os sortudos da vez, e dividem grandes lotes de ingressos entre os aliados de Blatter e seus clientes no mercado negro. Daí a FIFA anuncia que ela é “a polícia” dos ingressos, e que vai investigar as vendas “não autorizadas”.
Ray, que completou 64 no ano passado, vive com a irmã dos Byrom, Ivy, na cidade de Stockport, em Manchester. Ray sabe como eles compraram a Match, que vende os ingressos para aquelas caríssimas salas envidraçadas VIPs em todos os estádios “Padrão FIFA”. E o Ray sabe muito bem por que – e como – uma parcela da parte mais lucrativa do negócio foi desviada para o bolso do sobrinho de Blatter, Philippe, que tem 5% das ações da Match.
Por ironia Ray foi preso no mesmo hotel que já encantou Rita Hayworth e Marilyn Monroe, a princesa Diana e Mick Jagger!

Para ajudar os Byrom Brothers e Ray a garantir os serviços de acomodação da Copa, a FIFA lhes deu um empréstimo de cerca de US$ 10 milhões, sem juros, para ser pago em janeiro do próximo ano.
Os investigadores da polícia vão querer saber tudo sobre isso. Não são os mesmo policiais brutais que estão nas ruas do Rio prontos para jogar bombas de gás lacrimogêneo e bater naqueles que protestam contra os gastos da Copa e a corrupção. São trabalhadores sofisticados, investigadores de fraudes, que passaram três meses monitorando a venda de ingressos, interceptando legalmente ligações telefônicas e agora estão expondo a corrupção intrínseca que mancha a FIFA. A prisão de Ray pode ter acontecido porque ele fez alguns telefonemas a mais…

Fabio Barucke, o delegado da Polícia Civil do Rio que está liderando a investigação da ligação entre os dirigentes da FIFA, os distribuidores oficiais de ingressos e as vendas no mercado negro, disse que a FIFA distribui enormes quantidades de ingressos para seus patrocinadores e parceiros, garantindo a escassez de ingressos para o público e incentivando os cambistas. “Só uma pequena parte foi destinada ao povo“, o delegador afirmou em uma coletiva de imprensa na última semana.

Ray Whelan se une agora aos outros 11 detidos na semana passada. O líder Mohamadou Lamine Fofana, de 57 anos, suspeito de liderar a quadrilha desde a Copa de 2002, exibe orgulhosamente uma foto sua com Sepp Blatter no seu site. Ray não estava ainda no esquema quando os irmãos Byrom entraram no negócio dos ingressos na Copa de 1986 no México. Eles foram favorecidos pelo ex-presidente da FIFA, João Havelange, e o negócio decolou. Estabeleceram uma empresa na Ilha de Mann, e contas bancárias internacionais. Anos depois, Ray se envolveu com a irmã Ivy Byrom, e então se tornou o “terceiro irmão” nessa pequena empresa.

Em 2003, apesar dos problemas em Copas anteriores, Sepp Blatter deu aos mexicanos Jaime e Enrique o contrato para vender ingressos para a Copa do Mundo no Brasil. Eles separaram 450.000 dos melhores ingressos para vender em pacotes de hospitalidade através da famigerada Match para os torcedores endinheirados, incluindo 24 mil para as partidas das Semifinais e 12 mil para a Final.
As regras da própria FIFA proíbem a revenda de ingressos com ágio – o cambismo. Mas nesta semana, ingressos dos pacotes de hospitalidade para a Final podem ser comprados pela internet por US$27.500, e ingressos normais, por US$11.000. Seja quem for que os está vendendo, eles só podem ter sua origem no escritório dos Byrom em Manchester.

Quem investiga o quê?


Em 2006 os Byroms foram pegos entregando mais de 5 mil ingressos para o vice-presidente da FIFA, Jack Warner, vender no mercado negro. Apesar da quebra escandalosa das próprias regras da FIFA, nenhuma atitude foi tomada contra os Byroms ou Warner.

Por incrível que pareça, eles fizerem tudo de novo na África do Sul em 2010, fornecendo mais ingressos para Warner vender para grandes cambistas do mercado negro internacional. A correspondência confidencial por e-mail foi copiada, descaradamente, para a FIFA e a empresa Infront, de Philippe Blatter. De novo, nenhuma providência foi tomada. Warner teve que sair da FIFA um ano depois por outras acusações de corrupção.

Mas para os irmãos Byrom, a FIFA é um pote de ouro infindável. Em novembro de 2011 os contratos de hospitalidade com a Match foram estendidos até 2023 “após uma avaliação do mercado” pela FIFA.
Disse Blatter: “O acordo fortalece a luta da FIFA contra o cambismo. Graças à sua expertise e sistema de monitoramento, a Match Hospitality está em posição de ajudar a FIFA a adotar procedimentos na venda de pacotes de hospitalidade, impedindo vendedores não autorizados a enganar corporações e indivíduos lhes vendendo esses pacotes”.

Os Byroms anunciaram essa semana que a FIFA pediu que eles mesmos investiguem a revenda de pacotes de hospitalidade.

Um ingresso em nome de Humberto Grondona, filho do vice-presidente da FIFA, o argentino Julio Grondona, foi encontrado à venda em São Paulo. Os dirigentes da FIFA disseram que ele não será investigado porque afirmou ter dado o ingresso, e não vendido.


Uma nota da Match afirmou que a empresa “tem fé” que os fatos irão demonstrar que Ray Whelen “não violou nenhuma lei”.

Suspeito de matar a mãe, a esposa e o filho é preso.



Um homem de 27 anos foi preso suspeito de assassinar a mãe, a esposa e o filho no município de Machados, no Agreste pernambucano, no início da manhã desta quarta-feira (9). Ele foi detido por policiais militares logo após o crime, que aconteceu na casa da família, na localidade Sítio Maravilha, zona rural da cidade. A mulher estava grávida de três meses.
Quando os PMs chegaram ao local, o homem parecia estar em surto psicótico, pois não conseguia falar coisas lógicas. "As primeiras informações dão conta que ele teria estrangulado e também desferido pauladas para matar as vítimas", relatou o sargento Silas, do 22º BPM, de Surubim, responsável pela área. A mãe dele tinha 49 anos, a esposa 26 e o filho 7.

Segundo vizinhos, a mãe do suspeito tinha problemas mentais e gritava muito, por isso ninguém da área suspeitou da gritaria perto da casa da família no momento do crime. Eles relataram que o suspeito parecia estar perturbado e teria passado toda a terça (8) afirmando estar sendo seguido por vultos.

Conforme os moradores da área, o homem arrombou a porta da casa da mãe, que fica próxima da dele, mas ela conseguiu escapar. Posteriormente, o suspeito correu atrás dela e a matou em uma estrada próxima. Depois, voltou para sua casa, matou a mulher e filho e ateou fogo em sua motocicleta.

Testemunhas contaram à polícia que o suspeito seria usuário de drogas e já havia sido preso por estupro, no Recife. O homem não fugiu do local após cometer os crimes. A polícia foi acionada por ligações de vizinhos e efetuou a prisão dele. O suspeito foi levado para Delegacia Regional de Limoeiro, na mesma região, onde prestará depoimento.

Empresário de Neymar detona Felipão: "Velho babaca, asqueroso"

Wagner é empresário de Neymar e Hulk (Foto: Reprodução/Instagram)
 A eliminação da seleção brasileira da Copa do Mundo depois da histórica goleada de 7 a 1 sofrida para a Alemanha, nesta última terça-feira, ainda promete render muito. De todos aqueles que fazem parte da delegação, o Luiz Felipe Scolari é, de longe, o mais criticado. Foi exatamente o treinador o alvo de duras críticas de Wagner Ribeiro, o empresário de Neymar e de outros tantos jogadores de futebol conhecidos.

Wagner não poupou esforços e atacou Felipão com palavras fortes. Pelo Twitter, ele listou os seis quesitos para comandar a Seleção.
- Ir treinar a seleção de Portugal e não ganhar nada. Voltar ao Brasil, pegar um time grande e rebaixá-lo para a Segunda Divisão (do Brasileiro) - dizia parte do desabafo, referindo-se à última passagem do técnico pelo Palmeiras, em 2012, ano do rebaixamento do clube.

Wagner administra as carreiras de Alex (Coritiba), Diego (Atlético de Madrid), Júlio Baptista, Kaká, Kléberson (ex-Flamengo), Lucas, Lugano, Nilton, Robinho, entre outros atletas. Na seleção brasileira, além de Neymar, Hulk também é cliente do empresário.

Confira abaixo a íntegra do desabafo de Wagner Ribeiro:


"6 quesitos para ser técnico da seleção brasileira:

1- Ir treinar seleção de Portugal e não ganhar nada
2- Ir para o Chelsea e ser mandado embora
3- Ir treinar o Uzbequistão
4- Voltar ao Brasil e pegar um time grande e rebaixá-lo para a Segunda Divisão
5- Pedir demissão 56 dias antes do final do campeonato para "escapar" do rebaixamento.
6- Ser velho babaca, arrogante, asqueroso, prepotente e ridículo."


Cafu é expulso do vestiário da seleção por Marin



Capitão do pentacampeonato, Cafu afirmou que foi expulso do vestiário da seleção brasileira após a derrota contra a Alemanha por José Maria Marin, presidente da Confederação Brasileira de Futebol, que disse que não queria "pessoas estranhas" no local.

"O presidente José Maria Marin disse que não queria nenhuma pessoa estranha no vestiário. Eu coloquei que não sou uma pessoa estranha, só estou aqui para dar um abraço nos meninos e dar um carinho e um conforto para eles, não quero falar mais nada.

Só vim aqui porque nesse momento os meninos precisam de apoio e foi isso que eu fui fazer no vestiário. Fiquei surpreso quando fui praticamente expulso do vestiário porque o Marin disse que não queria ninguém estranho lá. Eu, humildemente, me retirei do vestiário" declarou Cafu, à Rádio ESPN.
O ex-jogador ainda afirmou que não havia outros atletas ou pessoas importantes do futebol no local e que decidiu ir ao vestiário porque já havia sentido na pele o que era uma derrota em Copa do Mundo.
"Senti na pele em 1998 o que é uma derrota em Copa do Mundo. Eu sabia que os meninos precisavam naquele momento de um conforte e um carinho. Não fui lá para me promover porque não preciso disso. Fui para dar um abraço no Felipão e no Parreira, como eu fiz", disse Cafu.

O ex-lateral direito ainda afirmou que pediu permissão para o treinador Luiz Felipe Scolari para ir ao vestiário. O técnico apoiou o gesto do jogador e fez questão de que Cafu fosse ao local dar "uma palavra de incentivo aos meninos".

Marin esteve no vestiário, consolou os jogadores demostrando calma e apoio no momento delicado e foi embora sem dar maiores explicações sobre o vexame.

Fonte: ESPN

Operação policial apreende três menores em Lagoa do Ouro e um em Terezinha.



Nesta terça-feira (08JUL14), o efetivo policial da 3ª Companhia (Bom Conselho) realizou operação policial na cidade de Lagoa do Ouro e seus distritos, cujo resultado foi a apreensão de dois menores que estavam conduzindo motocicletas. Os condutores, os representantes legais e as motocicletas foram entregues na Delegacia de Lagoa do Ouro para as providências cabíveis.

Na segunda-feira (07JUL14) houve outra operação policial na cidade de Lagoa do Ouro cujo resultado foi a preensão de um menor que conduzia uma motocicleta. O condutor, o responsável legal e a motocicleta foram entregues na Delegacia de Garanhuns para as providências cabíveis.

No domingo (06JUL14) houve uma operação policial na cidade de Terezinha cujo resultado foi a preensão de um menor que conduzia uma motocicleta. O condutor, o responsável legal e a motocicleta foram entregues na Delegacia de Garanhuns para as providências cabíveis.

Operações policiais (com o objetivo de combater qualquer atividade que vá de encontro a lei, tais como armas, veículo roubados etc) estão sendo realizadas constantemente nas cinco cidades (Bom Conselho, Terezinha, Brejão, Lagoa do Ouro e Correntes) de responsabilidade da 3ª Companhia, Comandada pelo Capitão Demetrius, bem como nos distritos, em todos os horários, inclusive de madrugada.

A população das cidades de responsabilidade da 3ª Companhia de Polícia Militar está tendo um papel fundamental no combate a criminalidade, com denúncias anônimas.


Todos que tiverem conhecimento de crimes, tais como locais de distribuição de drogas, desmanche de veículos, foragidos da justiça, caça-níqueis etc, podem denunciar através do Blog da 3ª Companhia (http://3cpmbomconselho.blogspot.com.br/) ou através dos telefones constantes no Blog.

Felipão assume erro e diz que partida contra Alemanha foi a pior de sua vida.



“Foi o pior jogo da minha vida”. Foi assim que o técnico Luiz Felipe Scolari se referiu à partida em que o Brasil perdeu para a Alemanha por 7 a 1. Em entrevista coletiva concedida logo após o jogo, no Estádio Mineirão, o técnico brasileiro assumiu a culpa pelo resultado e disse que houve “um apagão” e um “branco total” na equipe brasileira após o primeiro gol da Alemanha, aos dez minutos do primeiro tempo.

“Acho que demos o nosso melhor, mas perdemos para uma grande equipe que teve a qualidade de, em seis ou sete minutos, definir o jogo, com três ou quatro gols, de forma fantástica”, disse Felipão. “Quem é o responsável pelas escolhas? Eu. O resultado catastrófico pode ser dividido por toda o grupo. Mas a responsabilidade, a escolha da parte tática e da forma de jogar, fui eu. O responsável fui eu”, admitiu o técnico.

Para Felipão, houve um descontrole dos jogadores após o primeiro gol alemão. “Houve um descontrole. Isso não é normal, mas acontece. Perdemos um jogo, mas para uma grande seleção. Nem eles [alemães] sabem o que aconteceu. Foram cinco bolas e cinco gols”, disse. “Ficamos em pânico e as coisas foram acontecendo”, acrescentou.

De acordo com o técnico, o resultado não seria diferente de Neymar tivesse jogado hoje. O atacante ficou de fora do Mundial após sofrer uma fratura na terceira vértebra lombar, na partida de sexta-feira (4) contra a Colômbia. “Tudo o que a Alemanha fazia hoje dava certo”, ressaltou Felipão, destacando que a “Alemanha fez sua melhor partida no Mundial, enquanto o Brasil fez a sua pior”.

Segundo o técnico, o Brasil agora terá que aprender com os erros cometidos na partida. “Se foi uma derrota catastrófica, a pior derrota do mundo da seleção brasileira, temos que aprender com isso”, acrescentou, ressaltando que pelo menos 14 jogadores desse grupo poderão estar na próxima Copa. Felipão disse que, agora, o foco será o jogo de sábado, quando o Brasil disputa o terceiro lugar contra o perdedor do jogo entre Argentina e Holanda.

terça-feira, 8 de julho de 2014

Frases de Dilma e Fernando Henrique naa edição do ‘Estadão’ desta terça-feira.


‘O mesmo pessimismo que anteciparam para a Copa, e que se mostrou equivocado, ocorre quando falam sobre o PIB de 2014’, disse a presidente Dilma. Veja mais em: http://oesta.do/1mEwai0


‘A Dilma fez tão poucos gols. Tem espaço para fazermos muitos gols, comemorarmos e ela (Dilma) perder a eleição’, afirmou Fernando Henrique Cardoso, ex-presidente. Veja mais em: http://oesta.do/1tiZK0g