Páginas

terça-feira, 29 de novembro de 2016

COLUNA ENSAIO GERAL: AUDÁLIO FERREIRA, SAINDO POR CIMA

             


       Falar de Audálio Ferreira é falar de um tempo romântico de se administrar. Tinha defeitos, porém as virtudes foram maiores.
       Vendo hoje os prefeitos que não foram reeleitos, a barbaridades que eles estão fazendo com suas cidades. Faz lembrar a não reeleição de Audálio, ele dignamente pagou a todos os fornecedores, pagou a todos os funcionários ficando apenas uma parte da saúde sem receber, porém tinha ficado as AIHS de novembro e dezembro para ser pago pelo governo federal que cobria totalmente o valor deixado de pagar a esta parte da saúde.
       Embora tenha sido traído vergonhosamente por vários comissionados, praticamente não colocou ninguém para fora da prefeitura, como também não desativou nenhum serviço da prefeitura.
       Dizia que ele não ia dar posse a Judite, ele foi dignamente vestido de terno branco com sua esposa dona Josefa Ferreira, no carro da prefeitura e lá deu posse a prefeita eleita e entregou o carro, e voltou a pé para casa.
       Vendo hoje o açude da nação quase seco, lembro que ele com recursos próprios, colocou maquinas e caçambas para desaterrar o referido açude, e com isto fez o aterramento da Av. Ten. Raul de Holanda e também a Rua Manuel Bandeira, foram quase duas mil caçamba de detritos. Sem sombra de dúvida ele foi um grande prefeito de nossa cidade, principalmente no primeiro mandato

Nenhum comentário:

Postar um comentário