Páginas

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Acidentes domésticos estão entre as maiores causas de morte entre crianças.



De acordo com dados do Ministério da Saúde, quedas, afogamentos, queimaduras e intoxicações com produtos de limpeza são os principais motivos de óbitos nessa faixa etária.

O pediatra da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, Marco Aurélio Gil, afirma que os menores de nove anos são os mais vulneráveis, mas alerta que essas ocorrências são facilmente evitáveis.

Em caso de acidente doméstico, o pediatra da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, Marco Aurélio Gil, recomenda manter a calma e ter em mãos o número do pediatra ou do pronto-socorro infantil. O médico explica que o cuidado imediato é fundamental para preservar a vida da criança.


Ainda de acordo com o pediatra da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, a prevenção é a melhor maneira de evitar acidentes domésticos com crianças, Marco Aurélio Gil, recomenda redobrar a atenção em lugares considerados mais perigosos, como a cozinha, e proteger quinas e bordas de móveis.

Dicas de Prevenção de Acidentes Domésticos na Infância:

• Evite grandes tombos, instalem nas janelas, sacadas e em outros, grades, redes de proteção ou qualquer outro meio para evitar as quedas.
• Não deixe cadeiras, bancos ou qualquer outra coisa em que a criança possa subir; próximo a janelas, sacadas, até mesmo estantes ou armários.
• Cuidado como piso molhado! Não encere o chão, nem o deixe molhado, invista em tapetes ou pisos antiderrapantes.
• Crianças menores de seis anos devem dormir no nível do solo, não utilize beliches, caso usar instale grades de proteção ao redor da cama superior.
• A Sociedade Brasileira de pediatria não recomenda o uso de andadores, além de prejudicar o desenvolvimento infantil, ocasionam possíveis tombos.
• Nunca deixe um bebê sozinho em camas, mesas ou outros móveis.
• Proteja as tomadas, protetores específicos são baratos e fáceis de encontrar, instrua a criança a não por o dedo, pois ele pode ir a lugares que não tenham essa proteção.
• Não deixe o ferro de passar roupas ligado e em lugares de fácil alcance.
• Mantenha os cabos de panela virados para a parte interna do fogão.
• Vede brechas nas portas para que as crianças não possam prender os dedos.
• Afogamentos em ambientes são muito ocorrentes, por isso sempre use protetores para tampar baldes, piscinas, banheiras para adultos e vasos sanitários. Lembre-se para que a criança se afogue basta somente 2,5 cm de profundidade, por isso é necessário todo o cuidado com os pequenos.
• Antes de alimentá-los verifique a temperatura dos alimentos.
• Bebês devem comer alimentos amassados, e em pouca quantidade, em caso de sufocamento contrair a mão ao tórax da criança empurrando o alimento.
• Verifique a indicação de idade nos brinquedos. Brinquedos com pequenas peças podem ser extremamente perigosos para crianças menores.
• Cuidado com agua muito quente do banho utilize a parte interna do cotovelo ao testar a temperatura da água.
• Não deixe remédios ao alcance de crianças, muito menos os associe a doces.
• Não ponha produtos de limpeza em embalagens de alimentos, as crianças podem ingerir.
• Não deixe produtos de limpeza no alcance dessas crianças.
• Vede todas as pontas dos móveis.
• Não deixe produtos como supercola ou venenos para ratos ou insetos, ao alcance de crianças.
• Ensine a criança a utilizar o corrimão, não correr ou fazer peripécias em escadas. Crianças menores de seis anos devem ser constantemente vigiadas ao subir ou descer escadas.
• Mantenha objetos cortantes fora do alcance dos pequenos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário