Páginas

quinta-feira, 8 de maio de 2014

Analise Antes de Postar Comentários na Internet.


Se alguma vez você parou em frente a uma banca de jornal e observou as pessoas lendo as manchetes dos jornais, sabe que a maioria delas, mesmo sem ler o conteúdo da matéria, comenta o assunto como se fossem profundas conhecedoras.

Esse hábito migrou para as redes sociais e hoje é grande a quantidade de pessoas que não conhecem o assunto, mas postam opiniões que nada têm a ver com o conteúdo.

Diferentemente das conversas nas bancas de jornais, os meios digitais possuem um poder de propagação enorme e levam, com frequência, os menos avisados a situações indesejáveis, podendo ocasionar até demissões ou processos judiciais.
Ferramentas como Big Data, Business Intelligence e outras são capazes de reunir informações e fornecer detalhes sobre o perfil desconhecido de uma pessoa, revelando as características indesejáveis até então desconhecidas.

É importante saber que toda liberdade necessariamente é suportada pela responsabilidade, assim como todo direito caminha de mãos dadas com o dever. Não se pode, em momento de estresse e fúria, redigir algo impensado e encaminhar para quem quer que seja. Diferente do que muitos imaginam, o maior prejudicado não é aquele que recebeu a ofensa, mas quem a enviou.
Em um mundo onde tudo está interligado, é muito importante ter cuidado com o que escreve. Para isso é fundamental: conhecer do assunto antes de criticar, pensar antes de agir e, principalmente, refletir antes de enviar.

Não é segredo para ninguém que a cada dia é mais difícil suportar o estresse e a pressão que vivemos, mas temos o dever de perseguir sempre a redução da sua propagação, especialmente as consequências de atitudes tomadas em um dia difícil.

Somos passíveis de erros e não é incomum nos arrependermos depois de descarregar nossas frustrações. Uma boa dica para extravasar a raiva sem gerar estragos é:
- escreva tudo o que deseja, seja uma resposta para o e-mail que desceu atravessado ou um post nas redes sociais, mas ao invés de apertar o botão de enviar salve-o em rascunhos;
- vá para casa, brinque com os filhos, converse com a(o) companheira(o), assista ao jogo do seu time, desfrute de um bom copo de vinho e tenha uma noite bem dormida.

No dia seguinte, reabra seu arquivo de rascunhos e leia a sua resposta. Acredite: dificilmente você apertará o botão send!

Nenhum comentário:

Postar um comentário