Páginas

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Bloco de Notícias - Manhã 17.01.14

O ARGONAUTA NOTÍCIAS DA TARDE.




- A tempestade que atingiu o Rio no início da noite desta quinta-feira provocou alagamentos, queda de energia elétrica em vários pontos da cidade e interrompeu o funcionamento das barcas, da linha dois do metrô e do aeroporto Santos Dumont. A velocidade do vento chegou a 87 km/h. Nesta madrugada ainda eram registrados congestionamentos na zona sul da capital fluminense

- A chuva forte que atingiu a cidade de São Paulo e a região metropolitana, nesta quinta-feira, provocou uma longa lista de problemas, mais uma vez: alagamentos, ruas interditadas, quedas de árvores, danos na rede elétrica, além de semáfaros apagados. A circulação dos trens do metrô e CPTM e as operações do aeroporto de Congonhas também foram prejudicadas.

- Dois shoppings na zona sul de São Paulo fecharam as portas mais cedo nesta quinta-feira para impedir "rolezinhos" organizados por movimentos sociais. As administrações dos shoppins Campo Limpo e Jardim Sul alegaram medidas de segurança e barraram a entrada dos manifestações

- A Secretaria de Segurança do Rio diz que rolezinho não é crime e que a polícia só deve atuar no interior dos shoppings em casos de vandalismo. A PM vai reforçar a segurança no entorno do Shopping Leblon, na Zona Sul da cidade, durante encontro marcado para o próximo domingo.

- A Agência Nacional de Aviação Civil autorizou as empresas áreas a criar quase dois mil novos voos para atender a demanda de passageiros na Copa do Mundo. A ANAC garantiu que não haverá um apagão aéreo durante o mundial. A agência também informou que espera preços mais atrativos entre as companhias do setor:

- Maracanã será entregue à Fifa três semanas antes do primeiro jogo da Copa no estádio. A entidade descartou limitar o número de partidas locais antes do mundial, mas admitiu preocupação com o excesso de rodadas no campeonato carioca. Uma comissão da Fifa fez uma visita ao Maracanã nesta quinta-feira.

- Após o descredenciamento da Universidade Gama Filho e do Centro Universitário da Cidade, no Rio de Janeiro, os estudantes temem ser obrigados a refazer as disciplinas, o que resultaria num atraso da formatura. Os alunos reclamam da falta de apoio da mantenedora das duas unidades e querem que o Ministério da Educação federalize os cursos

- O Ministério da Educação informou que pretende apresentar as regras para a transferência assistida de alunos da Universidade Gama Filho e do Centro Universitário das Cidades na próxima semana. Antes, o MEC irá se reunir com as instituições privadas do Rio de Janeiro interessadas em receber os estudantes. A expectativa é que todo o processo de transferência esteja concluído até o começo de março

Nenhum comentário:

Postar um comentário