Páginas

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Águas do “Velho Chico”: Garanhuns poderá ser incluída no projeto da adutora do Agreste.





Maior obra hídrica em atividade no Nordeste, dividida em cinco etapas de construção a Adutora do Agreste levará água do “Velho Chico” para o Agreste pernambucano perenizando dessa forma açudes e reservatórios, garantido assim a segurança hídrica da região.

Porém as etapas previstas da obra beneficiam em grande parte o Agreste Setentrional e as cidades de Àguas Belas, Iati, São Bento do Una e Lajedo no Agreste Meridional, sendo necessário ampliar essa obra para que o projeto possa abranger mais cidades de nossa região, inclusive Garanhuns uma vez que a seca, que já vem castigando há mais de seis anos não dá trégua.

Diante dos fatos o vereador Audálio aprovou na Câmara Municipal de Garanhuns o Requerimento Nº 135/17 onde solicita a inclusão do município de Garanhuns no projeto da Adutora do Agreste com ramal para perenizaçãodas barragens do Cajueiro, Inhumas e Mundaú garantindo assim o abastecimento tanto de Garanhuns quanto das cidades do entorno como Caetés, Capoeiras, Brejão, São João, Jucati e etc.

A proposta do parlamentar garanhuense é a construção de um ramal interligando a rede de abastecimento a partir da conclusão da 5ª etapa da referida adutora que terá como trecho final o município de Lajedo distante 30 Km de Garanhuns e desembocando assim nas barragens do Cajueiro, Inhumas e Mundaú I em nosso município. A proposição foi encaminhada para o ministro da Integração Nacional Helder Barbalho, o governador Paulo Câmara e o presidente da COMPESA Roberto Tavares.


“Com as condições climáticas que vem atingindo nosso planeta dificilmente voltaremos a ter água suficiente em nossos mananciais, dessa forma solicitamos a inclusão do município de Garanhuns no projeto da Adutora do Agreste para perenização das barragens do Cajueiro, Inhumas e Mundaú garantindo assim o abastecimento de Garanhuns e cidades do entorno” ressaltou o vereador Audálio autor da proposta. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário