Páginas

quarta-feira, 8 de março de 2017

Oposição cobra ações para conter a violência contra a mulher.


A Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) cobrou, na tarde desta quarta-feira, 8 de março, adoção de medidas efetivas do Governo do Estado para combater a violência contra as mulheres em Pernambuco.

Segundo dados da Secretaria de Defesa Social de Pernambuco, apenas no último mês de janeiro foram registrados 2.743 casos de violência doméstica contra a mulher e 148 estupros. Durante o ano passado, foram cometidos 31.081 atos de violência doméstica e 2.196 agressões sexuais, contra 30.326 e 2.189 casos registrados em 2015. “Contabilizar mais de 31 mil casos de agressões contra a mulher e mais de 2 mil casos de estupro em um ano são números inadmissíveis e incompatíveis com a democracia e com a sociedade moderna”, destaca o deputado Silvio Costa Filho (PRB), líder da Oposição na Alepe.

Para a deputada Teresa Leitão (PT), vice-líder da Bancada, a questão da violência sexista e doméstica é um dos problemas mais sérios a serem enfrentados hoje pelas mulheres. “A insegurança ainda persiste em todos os lugares em que nós estamos... e por isso, uma das chamadas da marcha deste 8 de março é exatamente esta: Nenhuma a Menos. Para que nenhum crime continue existindo contras nós mulheres”, reforçou.


“Infelizmente, o crescimento das agressões contra a mulher mostra que as ações do Estado na área de prevenção e combate à violência contra a mulher não estão sendo eficientes”, destaca Silvio. O parlamentar sugere a intensificação de campanhas educativas, a ampliação do programa de proteção às mulheres e do apoio psicológico e jurídico às vítimas de violência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário