Páginas

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

PMs pernambucanos podem decretar greve hoje.



Apesar da determinação do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), na noite de quarta-feira, de proibir as associações militares do estado de realizarem assembleias para deliberarem sobre greve, o encontro marcado pela Associação dos Cabos e Soldados (ACS) para as 14h de hoje no Derby está mantido. Quem garantiu foi o presidente da ACS, Alberisson Carlos. Até a tarde de ontem, ele disse não ter recebido qualquer notificação oficial de proibição da Justiça relativa ao movimento.

O desembargador José Fernandes Lemos determinou que as entidades que representam os policiais militares “se abstenham de realizar reunião, assembleia ou qualquer evento que tenha por objetivo reunir ou patrocinar a deflagração de greve de militares estaduais ou qualquer outro movimento que comprometa a prestação do serviço de segurança pública”.

O não cumprimento da decisão será punido com multa de R$ 100 mil, além de sanções de desobediência à ordem judicial. O pedido de liminar foi solicitado pela Procuradoria Geral do Estado. “Ninguém pode nos tirar o direito de fazer reunião. É algo garantido pelo artigo 5° da Constituição”, destacou Alberisson Carlos, presidente da ACS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário