Páginas

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

COLUNA ENSAIO GERAL: A AMARGURA DE UM SUPLENTE

Por:
Alexandre Tenório


       Com a doença do vereador Arlan da Barra, abre-se uma vaga na câmara municipal. O que se comenta na cidade é que Duénio Amaral poderá assumir esta vaga tendo obtido apenas 1 voto na eleição passada. Vamos aos fatos – o primeiro suplente da coligação é Aleixo - o segundo suplente é Carlinho de Braz e o terceiro suplente é Duénio. A vaga de vereador eleito e dos suplentes é da coligação e do partido (PTB), como Aleixo e Carlinhos de Braz saíram do partido e Duénio continuou no partido, tudo faz crer que ficara com ele a vaga de vereador. Dizem que o nosso amigo não dorme direito, foi colocar açúcar no café e colocou sal, quando consegue dormir sonha na câmara dando grandes discursos e o povo aplaudindo, os colegas vereadores o cumprimentando pelo o excelente discurso. No meio do sonho aparece um oficial de justiça com um mandado de segurança dizendo que ele não é mais vereador, então ele se acorda todo suado e cadê dormir de novo. Enquanto não houver a definição de quem vai assumir o batido é esse.

Um comentário:

  1. Assumir com a representação de 1 voto, só no Brasil mesmo, ais indiferente à tudo isso, continuo dando boas risadas com seus textos, sempre muito bons, um abraço de Luciano de Dora, por aqui em São Paulo.

    ResponderExcluir