Páginas

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Coluna Ufologia

Por:
Diego Tannac



 UFOLOGIA

OVNI:
Primeiramente começo esse texto salientando que Ufologia não deve ser misturada com religiosidade e caso isso seja realmente necessário, que seja apenas para engrandecer ainda mais o poder criativo de Deus.

Kenneth Arnold mostrando a ilustração do formato do objeto que avistara

UFOLOGIA é o estudo dos UFOs (UFO é a sigla em inglês para OVNI – Objeto Voador Não Identificado que em inglês corresponde a: Unidentified Flying Object. Muitas pessoas associam de maneira equivocada um OVNI a um disco voador. Ora, um OVNI não é necessariamente um disco voador, um OVNI é um objeto que você não conseguiu identificar a sua origem ou natureza. Se você o identificou como um disco voador ele passa a não ser mais um Objeto Voador Não Identificado (OVNI), automaticamente passou a ser um objeto IDENTIFICADO, logo, nesse caso: um disco voador. Mas, quem já viu um disco voador de perto pra poder identificar um sob os céus? Resumindo de forma mais clara: um OVNI pode vir a ser identificado como um avião (deixou de ser OVNI), mas um avião não pode ser identificado como OVNI, porque ele já foi identificado como um avião. Viu um objeto voando e não sabe dizer o que é? Muito bem! Você viu um OVNI! Então um OVNI pode ser nada demais assim como pode ser algo de outro mundo.

O que pode caracterizar um OVNI como sendo um disco voador? Muitos desses objetos, em algum momento de sua observação, apresentam algumas particularidades. Como por exemplo: voam em altíssimas velocidades, se deslocam em zigue-zague, fazem curvas ou manobras que seriam muito difíceis para uma aeronave - até das mais evoluídas - ou até mesmo aspectos físicos, como: formatos, brilho, extravagância de cores e etc. Então, de onde vem à associação a um disco voador? A resposta é simples: Como as aeronaves de fabricação humana estão muito aquém de desenvolverem tais características, logo associam a uma tecnologia de outro planeta; e historicamente o meio de transporte que faz parte da crença popular e que conhecemos como capazes de trazer um ser extraterrestre para o nosso belíssimo planeta, é o disco voador.

OVNI acompanhando avião em pleno vôo

Origem do termo disco voador:
O termo disco voador surgiu a partir de um erro!
De forma bem resumida: Em 1947 o piloto americano Kenneth Arnold avistou uma série de objetos estranhos enquanto sobrevoava o estado de Washington (EUA). Já em terra firme, Arnold reportou a jornalistas o que vira pouco antes: objetos voando a aproximadamente 2000Km/h (dois mil quilômetros por hora) e que faziam movimentos semelhantes a “pratos deslizando sobre a água”. O jornalista, então publicou a matéria denominando o que Arnold avistara como sendo “discos voadores”, porém, o referido piloto nunca citara a real forma dos objetos e muito menos os denominou como sendo discos voadores. A expressão caiu no agrado do público e permanece popular até os dias de hoje, embora, após a publicação desse acontecimento, uma série de avistamentos chegava à redação dos jornais e em sua maioria relatavam os tais discos voadores pairando pelo ares de todo o mundo.

Uma observação importante a se fazer é que os formatos dos OVNIs não são necessariamente discoides. Uma das formas mais comuns para OVNIs atribuídos a seres de outros planetas é a cilíndrica, lembrando um charuto.  

Próxima postagem sobre Ufologia será sobre o famoso Caso Roswell. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário