Páginas

sexta-feira, 22 de abril de 2016

COLUNA ENSAIO GERAL: MARRECO

Por:
Alexandre Tenório

                  

      Existem aquelas pessoas que vão passar pela a vida e não vão deixar lembranças, porém, existem outras que deixaram lembranças, uma dessas pessoas é MARRECO CAMBISTA.

      Aos 51 anos de idade o mais conhecido cambista da nova geração,morreu. Ele tinha uma saúde frágil, devido a problemas pulmonares e de baço. Pegou a CHICUNGUNHA que o debilitou demais e dai para o coração não aguentar o tranco foi um pulo.

      Marreco tinha este apelido adquirido do seu tio o velho MARRECO, este apelido foi dado por ele ser um pouco encruado, coisa que o novo MARRECO também era.

      MARRECO tinha paixão por futebol e seus clubes de coração era FLAMENGO E SANTA CRUZ. Um fato curioso era que toda vez que ele apostava no FLAMENGO, o FLAMENGO perdia, isto fez com que ele fizesse uma promessa de não mais apostar a favor do clube do coração e assim ele fez, passou a não mais apostar no FLAMENGO.MARRECO não bebia,porém na conquista da copa do mundo de 2002 pelo o Brasil tomou um porre homérico.
     
MARRECO foi o maior apostador de nossa cidade, apostava em tudo, principalmente no futebol e na política. Ganhou muito dinheiro e perdeu muito dinheiro. Ele era muito ousado nas apostas, dava muita usura, tinha coragem de apostar, por isto ganhava muito e também perdia. Quando ele fazia uma aposta doida e ganhava, ele comemorava como se estivesse feito um gol, ficava mangando do infeliz que tinha perdido, jogava o dinheiro no chão, pulava...

      Na eleição de Gervásio e Audálio ele era Gervásio doente, e fez muitas apostas indo na onda que Gervásio já estava ganho, perdeu muito dinheiro, e foi se esconder no SITIO PAPACACINHA, os colegas de aposta descobriram que ele tinha fugido da cidade e foram procurar por ele até que souberam onde ele estava não deu outra, foram lá buscá-lo para fazerem a zona. Nesta eleição ele trocou no Banco do Brasil uma bacia de alumínio cheia de moeda de R$ 1,00.


      Para os seus fregueses de jogo do bicho e os amigos de apostas, ele vai fazer muita falta. Marreco era uma pessoa que não deixou inimigo, viveu a vida para fazer o bem. Fica aqui minha homenagem a este bom-conselhense que vai fazer muita falta nestas eleições municipais de 2016.

Nenhum comentário:

Postar um comentário