Páginas

quarta-feira, 30 de março de 2016

CORRUPÇÃO: Mais da metade que vai analisar impeachment de Dilma é acusada de corrupção e outros crimes.



Um levantamento feito pela ONG Transparência Brasil revela que 37 dos 65 deputados que formam a comissão encarregada de analisar o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff são acusados ou de corrupção ou de outros crimes graves. O levantamento foi publicado esta semana pelo jornal norte-americano Los Angeles Times. A publicação destaca que na comissão está o deputado Paulo Maluf, ex-prefeito e governador de São Paulo, e que ele é procurado pela Interpol, a polícia internacional, e condenado à revelia por lavagem de dinheiro e crime organizado. Entre os 513 deputados da Câmara, segundo a Transparência Brasil, nada menos que 303 são investigados por algum crime. No Senado, o número também passa da metade: 49 dos 81 senadores são investigados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário