Páginas

sábado, 16 de maio de 2015

Global Summit of Women estimula jovens universitárias brasileiras



Na manhã de hoje, 16, durante a sessão “Como criar uma economia rica e sustentável”, Tania Consentino, Presidente da Schneider Eletric América Latina, convidou uma das Top 20 Students do Global Summit of Women para trabalhar em sua empresa.

Débora dos Santos Carvalho, que está cursando o último ano de Engenharia Ambiental na USP – Universidade de São Paulo, questionou a palestrante como o Brasil poderia perder menos talentos. A resposta da presidente foi contundente: “Venha trabalhar conosco”.

Para estimular o crescimento de mulheres de negócios da próxima geração, 150 universitários de São Paulo participaram ontem, 15, do Youth Forum, painel formado por jovens mulheres que contaram sucessos e desafios, bem como o papel da economia criativa para a ascensão feminina no mundo dos negócios. Entre inúmeras inscrições, 20 alunas foram selecionadas e participaram gratuitamente do evento.

Pela primeira vez no Brasil em seus 25 anos de história, o evento, que acontece entre 14 e 16, no Grand Hyatt, em São Paulo, recebe 1200 mulheres de 63 países.  Entre os participantes, Nguyen Thi Doan, Vice-Presidente do Vietnã, Joaquim Levy, Ministro da Fazenda, Eleonora Minicucci, Ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres, a empresária Luiza Trajano, além de 30 ministras de diversos países, 45 CEOs e centenas de líderes empresariais dos quatro continentes.

Sobre o Global Summit of Women


Fundado em 1990, o Global Summit of Women é uma organização não-governamental com sede em Washington, Estados Unidos. Com foco em negócios, foi concebido com a participação dos setores público, privado e sem fins lucrativos, com o objetivo de ampliar oportunidades para mulheres por meio do intercâmbio de soluções de trabalho e de estratégias criativas em diferentes partes do mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário