Páginas

terça-feira, 13 de maio de 2014

Contas da Ex-prefeita Judith Alapenha recebem parecer desfavorável em comissão da Câmara de Vereadores.


A prestação de contas da ex-prefeita Judith Valéria Alapenha de Lyra, exercício financeiro de 2009, foram recebidas pela Câmara de Vereadores de Bom Conselho, com parecer de aprovação com ressalvas, emitido pelo TCE-PE (Tribunal de Contas do Estado). 

A Comissão de Economia, Finanças e Orçamento, após analisar as contas emitiu parecer rejeitando-as. Nesta quarta-feira (14), o projeto de decreto Legislativo nº 005/2014 consta na pauta da seção ordinária para sua primeira votação. 

Os vereadores seguirão a Comissão de Economia, Finanças e Orçamento ou o parecer do Tribunal de Contas de Estado?
  

13 comentários:

  1. Mais uma vez, repete-se a palhaçada. O Tribunal de Contas aprova, e a câmara de vereadores de Bom Conselho desaprova.

    Emanuel, você sabe responder quais são os vereadores que compõe essa comissão, e quais votaram pelo parecer desfavorável?

    ResponderExcluir
  2. SE TOMAREM POR BASE A ÉTICA, MORAL E COERÊNCIA, COM CERTEZA SEGUIRAM O PARECER DO TRIBUNAL DE CONTAS, POIS QUALQUER CRIATURA POR MAIS LEIGO QUE SEJA, ENTENDE QUE O TRIBUNAL DE CONTAS É QUEM É CAPACITADO PARA TAL JUÍZO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo, pois se existe ou existiu uma pessoa no poder executivo de Bom Conselho mais honesta de que a Senhora Judith Alapenha, estou a procura.

      Os legisladores que voltarem contra são comprados com certeza. Como pode serem tão ingênuos a ponto de contrariarem o TCE do estado? Pare um pouco para pensar e pense!

      Excluir
  3. PARECE QUE DESSA VEZ NEM O APOIO AO FILHO DE RANILSON RAMOS VAI CONSEGUIR SALVAR OS ERROS COMETIDOS

    ResponderExcluir
  4. Comissão de Economia Finanças e Fiscalização:
    Presidente - Vicente Ferreira (Neto - PP)
    Relator - José Francisco de Carvalho (Déda - PT)
    Membro - Ivete da Silva (Ivete Enfermeira - PDT)

    A votação não sei, estarei apurando.

    ResponderExcluir
  5. Quem deu o parecer para reprovar as contas foi o vereador Neto Ferreira, isso é mais um absurdo pessoas como essas não podem entrar mais para representar o povo de Bom Conselho, isso foi dito pela vereadora Ivete.

    ResponderExcluir
  6. Esse presidente de comissão, não passa de um pau mandado do prefeito. Não sabe de nada, INOCENTE.

    ResponderExcluir
  7. Ivete da Silva ( Vereadora )14 de maio de 2014 21:08

    Emmanuel, primeiro quero dizer que a Relatora da Comissão sou Eu, e não, o vereador Deda. A votação foi dois (02) votos desfavorável e um (01) voto favorável, que foi o meu. Entendo que o TCE-PE ( Tribunal de Contas do Estado ) é o Órgão capacitado para analisar as referidas contas, portanto, jamais me posicionarei contra a um parecer do TCE.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ivete, esta informação "Comissão de Economia Finanças e Fiscalização:
      Presidente - Vicente Ferreira (Neto - PP)
      Relator - José Francisco de Carvalho (Déda - PT)
      Membro - Ivete da Silva (Ivete Enfermeira - PDT)" está no site oficial da Câmara de Vereadores, portanto era para ser uma fonte segura para termos informações oficiais. Peço-lhe que solicite a retificação no Site do Poder Legislativo.
      Sua informação foi muito importante para esclarecimento de todos.

      Excluir
  8. Aff, essa santa deveria estar no altar, nao acham?

    Kkkk

    ResponderExcluir
  9. Fiquei incomodada com tal situação e procurei a Comissão para mais informações, no qual os dois Vereadores: Neto e Deda falaram: Nosso entendimento surge da linha de raciocínio do próprio TCE, onde aprova com ressalvas, Mas a Comissão reprova sendo baseados nas ressalvas e desse jeito fica rejeitado as Contas da mesma. São muitas irregularidades apontadas no relatório de auditoria, e duas das demais chamam bastante atenção: Deficiência na gestão previdenciária e ao pagamento superfaturado com a contratação de banda musical. Votamos de acordo a nosso entendimento e irá ao plenário na próxima semana, os demais Vereadores decidiram se nos acompanham por essas justificativas ou não.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Reprovaram antes mesmo de receber as justificativas da ex gestora. O veredito já foi dado assim, as pressas. Não há como negar: foi decisão política sim. Se os erros são tão graves e se o TCE não tivesse aceitado as justificativas da ex prefeita, por que o tribunal não julgou as contas IRREGULARES ao invés de REGULAR COM RESSALVAS? De novo, querem entender mais que os próprios auditores do TCE

      Excluir
  10. São paus mandados pelo prefeito, e santa ela não é mais é a mais honesta até hoje nessa prefeitura

    ResponderExcluir