Páginas

sexta-feira, 21 de março de 2014

Especialistas advertem para racionamento de energia em setembro, se chuvas não forem recuperadoras.



Especialistas advertem para racionamento em setembro, se chuvas não forem recuperadoras. É preciso chover pelo menos 80 por cento da média histórica durante todo o resto do ano, para evitar o racionamento de energia.

Essa avaliação é do professor de pós graduação em eletricidade da Fundação Getúlio Vargas, Franklin Miguel. Ele informa que no curto prazo não há o que fazer, porque além das represas estarem com volume baixíssimo, o brasileiro está consumindo mais energia.

Só agora em janeiro o aumento foi de dez por cento, na comparação com o mesmo mês de 2013.

O professor diz que os projetos do governo para aumentar a geração de eletricidade estão atrasados. Informa que uma hidrelétrica demora em torno de cinco anos para ficar pronta.

Uma usina térmica, movida a gás ou óleo, é montada em um ano a um ano e meio. A solar ou a eólica, que é movimentada pelo vento, também fica pronta no prazo de um ano.

Outro especialista em energia, Rafael Herzberg, confirma que o racionamento é quase inevitável ainda este ano e que o governo está escondendo o problema, esperando um milagre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário